30 de Novembro de 2021
20º/30º
Notícias - Saúde

Covid-19: dados apontam eficácia a longo prazo da vacina da Pfizer em adolescentes

Segundo o comunicado, não foi identificado efeito colateral relevante. Imunizante é autorizado para essa faixa etária no Brasil



Os laboratórios Pfizer e BioNTech disseram nesta segunda-feira (22) que sua vacina contra a Covid-19 ofereceu forte proteção de longo prazo contra o vírus em um estudo de fase 3 conduzido em adolescentes de 12 a 15 anos. A pesquisa mostrou também que o imunizante teve 100% de eficácia nos jovens dessa faixa etária.

A vacina da Pfizer é a única autorizada para essa faixa etária no Brasil.

Segundo o comunicado, não foi identificado efeito colateral relevante. Após seis meses de observação para segurança, as reações foram consistentes com outros dados de segurança clínica da vacina.

A análise foi feita com 2.228 participantes e confirmou dados divulgados anteriormente, que mostravam uma forte proteção contra a Covid-19. Segundo a Pfizer, os 30 casos confirmados de Covid-19 estavam no grupo placebo, indicando 100% de eficácia da vacina.

"À medida que a comunidade global de saúde trabalha para aumentar o número de pessoas vacinadas em todo o mundo, esses dados adicionais fornecem mais confiança na segurança e no perfil de eficácia de nossa vacina em adolescentes. Isso é especialmente importante porque vemos as taxas de Covid-19 subindo nessa faixa etária em algumas regiões. Estamos ansiosos para compartilhar esses dados com o FDA e outros reguladores", disse Albert Bourla, presidente do conselho e diretor executivo da Pfizer.

De acordo com os fabricantes, dados de 2.228 participantes do ensaio não identificaram nenhum caso de Covid entre os completamente vacinados, enquanto houve 30 casos sintomáticos da doença no grupo que recebeu o placebo.

Os dados de longo prazo apoiarão as submissões programadas para a aprovação regulatória total da vacina para essa faixa etária nos Estados Unidos e em todo o mundo.

A Pfizer e a BioNTech buscarão liberação para aplicação de uma dose de 30 microgramas da vacina em pessoas com 12 anos ou mais.

A vacina foi autorizada para uso emergencial em adolescentes com idade entre 12 e 15 anos pela Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) em maio, e obteve aprovação total para uso em pessoas com 16 anos ou mais em agosto.
g1
+ VEJA TAMBEM