27 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Dentista Patrícia Sartori dá dicas dos cuidados necessários na hora de fazer clareamento dental

Procedimento deve ser feito com cautela para não expor seus dentes a diversos problemas

Divulgação


O clareamento dental é um tratamento que tem ganhado cada vez mais espaço na busca pelo sorriso perfeito. Mas você sabia que o procedimento pode trazer riscos à sua saúde bucal?

A dentista Patrícia Sartori, da Clínica Sartori de Assis, preparou algumas dicas dos cuidados que você deve ter na hora de clarear os dentes.

"Cada dente exige uma avaliação especial e individual. É imprescindível que o paciente seja avaliado por um profissional sério, que vai poder indicar o que é melhor. Os dentes de uma pessoa que fuma ou toma muito café, por exemplo, passam por um tratamento diferenciado de uma pessoa que não tem os mesmos hábitos”, afirma.

Patrícia também ressalta que os dentes escurecem ao longo da nossa vida. À medida que o tempo passa, a polpa dental produz uma dentina chamada de reacional ou secundária, em resposta a estímulos externos, como trauma ou ação de ácidos.

"A ação de corantes presentes em alimentos e bebidas, como café, vinho tinto, chás e refrigerantes é real e deve ser levada em consideração. Algumas manchas são mais amareladas, outras menos, e por isso o procedimento é tão individualizado, inclusive para que não fique exagerado”, salienta.

Há diversas "fórmulas mágicas caseiras” para o clareamento dos dentes, mas Patrícia faz um alerta de que é necessário cuidado, pois isso pode trazer consequências para a saúde.

Divulgação - Doutora Patrícia Sartori, da clínica Sartori Odontologia de Assis
Doutora Patrícia Sartori, da clínica Sartori Odontologia de Assis


"O uso indiscriminado de produtos que clareiam os dentes pode causar inflamação nas gengivas, sangramento e, em casos mais graves, levar à ulceração e necrose da pulpa, que é o apodrecimento da polpa do dente. Dependendo da periodicidade, os dentes também podem ficar mais sensíveis. Por isso, o ideal é evitar fazer o procedimento com muita frequência. A autoprescrição do clareamento dental é tão perigosa quanto o consumo indiscriminado de medicamentos”, diz.

A principal dica é sempre procurar um profissional para dar as orientações que vão deixar o seu sorriso mais bonito e não causar danos.

"É imprescindível consultar um dentista, pois só ele tem a formação e o conhecimento necessário para orientar sobre a concentração ideal do produto, regime de uso, grau de branqueamento e periodicidade que o clareamento dental deve ser feito”, finaliza.

Divulgação


Divulgação
+ VEJA TAMBÉM