13 de Julho de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Estado de SP supera 10 mil vítimas em meio ao relaxamento de quarentena

Nesta quinta, governo do estado anunciou parceria com laboratório chinês para testes de vacina contra o coronavírus

No momento em que o estado de São Paulo flexibiliza a quarentena em várias regiões, passou de 10 mil o número de mortes por coronavírus. Nesta quinta-feira (11), foram registrados 283 novos óbitos, chegando a 10.145 vidas perdidas e 162.520 casos confirmados, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

Nesta quarta-feira (10), o estado bateu recorde pelo segundo dia seguido em número de mortes, com mais 340 óbitos. No dia anterior, haviam sido 334.

Os números não significam, necessariamente, que as infecções e mortes aconteceram de um dia para o outro, porque o balanço estadual considera a data em que os diagnósticos foram contabilizados no sistema.

A taxa de ocupação das UTIs no estado subiu ligeiramente e foi de 69,1% nesta quarta (10) para 69,4% nesta quinta (11). Na Grande São Paulo, o índice foi de 76,6% para 77%.

O número de pacientes recuperados chegou a 30.383 altas hospitalares.

Andre Penner/AP - Novas covas abertas no cemitério São Luiz, onde vítimas do novo coronavírus (COVID-19) estão sendo enterradas em São Paulo, no Brasil
Novas covas abertas no cemitério São Luiz, onde vítimas do novo coronavírus (COVID-19) estão sendo enterradas em São Paulo, no Brasil


Anúncio de parceria para vacina

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta que o Instituto Butantan será parceiro de um laboratório chinês para a produção de uma vacina contra o coronavírus que está em fase final de testes.

Segundo o governo, a empresa fornecerá ao Instituto Butantan as doses da vacina para a realização de testes clínicos da fase 3 em voluntários no Brasil.

Ainda segundo o governo, outros acordos com Sinovac estão sendo feitos para garantir o fornecimento do produto ao país enquanto a tecnologia de produção da vacina é transferida para o Butantan. Desta forma, se bem sucedida nos testes, a vacina poderá ser produzida nacionalmente e disponibilizada aos brasileiros.

Em seu site, a empresa afirma que o Instituto Butantan irá apoiar os ensaios clínicos da fase 3 no Brasil, que a parceria prevê ainda licenciamento de tecnologia, autorização de mercado e comercialização da vacina.

Flexibilização da quarentena

O anúncio da parceria foi feito uma semana após o governo iniciar o plano de flexibilização da quarentena no estado. Nesta quarta, Doria anunciou que vai prorrogar a quarentena até o dia 28 de junho devido a propagação do coronavírus e mudará a classificação das cidades do estado no Plano São Paulo, de retomada gradual das atividades econômicas.

A Grande São Paulo, o litoral paulista e a cidade de Registro vão passar da fase vermelha (mais crítica) para a laranja (com menos restrições). As medidas de flexibilização passam a valer na próxima segunda-feira (15). Já as cidades de Barretos, Presidente Prudente e Ribeirão Preto, no interior paulista, foram reclassificadas na fase vermelha devido ao aumento da propagação do coronavírus. Com isso, volta a ser proibida a abertura do comércio não essencial nessas cidades.

Leia mais: Quatá recua da fase 3 para a fase 1 da flexibilização da quarentena e Assis se mantém na fase 2

G1
+ VEJA TAMBÉM