BLOG

15/11/2016 -- 10:30

Sede excessiva e muito xixi podem ser sintomas de diabetes; saiba mais sobre a doença

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro

Sede excessiva, aumento da produção de urina e perda de peso sem motivo aparente são sintomas do diabetes, doença que, assim como nos humanos, pode provocar complicações nos pets.

A doença se caracteriza pela deficiência hormonal que reduz a capacidade do sangue de metabolizar a glicose dos alimentos. O tipo 1 é o mais comum entre os cães, e ocorre quando as células do pâncreas não produzem insulina suficiente –e precisam de reposição do hormônio.

É mais comum em cães adultos e idosos, e as causas variam. Segundo o veterinário Antonio Marquesim, da Norte Dog, obesidade, dietas desequilibradas e falta de exercício podem levar à doença. Mas também há o fator genético.

"Existe a predisposição por algumas raças, como poodle, beagle e schnauzer. Mas cães sem raça definida também podem ser afetados", afirma.

O diagnóstico leva em conta exames clínicos e laboratoriais, e o tratamento inclui dieta e aplicações diárias de insulina.

"O profissional definirá quando e quanto esse animal precisará de insulina", alerta Marquesim.

Isso porque pode ocorrer hipoglicemia –baixa quantidade de açúcar no sangue–, e o animal ter tremores, fraqueza e até convulsões, ou hiperglicemia –taxa elevada de açúcar no sangue–, e o pet ter, por exemplo, mais sede do que quando está equilibrado.

Catarata, cegueira, pancreatite, infecções e problemas renais podem ser complicações da doença.

"A boa noticia é que 90% dos proprietários de animal com diabetes conseguem muito bem fazer o tratamento em casa, e com o tempo conseguem perceber sozinhos quando o animal não está bem e precisa de cuidados veterinários", diz a veterinária Carla Berl, diretora do hospital veterinário Pet Care.

De acordo com o hospital, fêmeas devem ser castradas, já que os hormônios ovarianos podem interferir no controle da glicemia pela insulina.

Animais com a doença controlada podem viver bastante, apesar das possíveis complicações.

"É importante ficar atento aos principais sintomas como sede excessiva, aumento da quantidade de urina e do apetite e perda de peso. Quanto antes for descoberta a doença, melhores serão os resultados do tratamento", afirma a veterinária Camila Canno Garcia, da Petz.




UOL
Meu amigo Pet
Esse blog é destinado para os amigos dos animais. Há muitos deles em abrigo ou lar temporário precisando de alguém como você. O espaço também é destinado para quem perdeu seu animal e está à procura, mande a foto que ajudamos você a encontrá-lo. Mande um e-mail pra gente: blog@assiscity.com
Leia também!
FÉZINHA
Mega-Sena sorteia R$ 6 milhões nesta quarta
Prêmio pode render R$ 31 mil mensais se aplicado na Poupança da CAIXA
PETS
Adestramento de cachorros: mitos e verdades
Segundo os especialistas, até mesmo gatos podem ser adestrados, pois todo animal tem um nível de inteligência
INTERIOR
Pelas minhas lentes, música em minha vida
Pelas minhas lentes, música em minha vida
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2017
Google Twitter Whatsapp Facebook