17 de Agosto de 2018
17º/33º
ENTRETENIMENTO » BLOG
Bem-Estar

Como perceber que chegou a hora de terminar um relacionamento

Os relacionamentos abusivos podem atingir qualquer pessoa, de qualquer nível sócio, econômico e cultural

Infelizmente, a violência doméstica contra a mulher é uma constante em nossa sociedade. Por meio da divulgação dos casos mais recentes na imprensa, percebe-se que os relacionamentos abusivos podem atingir qualquer pessoa, de qualquer nível sócio, econômico e cultural. Muitos, infelizmente, acabam de forma trágica deixando no ar uma série de questionamentos.

Uma das principais questões é: quais as dificuldades que essas mulheres, vítimas da violência doméstica, enfrentam para terminar esses relacionamentos abusivos?

Segundo a psicóloga Marina Simas de Lima, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal, as respostas são complexas, pois a violência doméstica não é apenas um caso de polícia, é na verdade algo que envolve as relações conjugais e os vínculos afetivos.

"Os relacionamentos afetivos são construídos ao longo do tempo. Cada casal desenvolve sua dinâmica e forma próprias de comunicação. Infelizmente, alguns casais constroem uma linguagem relacional que oscila entre o amor e a dor. E é aqui que entra o abuso, seja ele verbal, físico ou sexual”, explica Marina.

A culpa nossa de cada dia

Para a psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, terapeuta de casal, família e cofundadora do Instituto do Casal, vemos que hoje, apesar da mulher ter sua profissão, sua independência financeira e poder sair de uma relação abusiva, ela fica. "Um dos motivos é a culpa. O abusador, ao longo do tempo, leva essa mulher a sentir-se culpada pela situação. Elas podem ainda sentir culpa e/ou vergonha por terem escolhido esse parceiro”.

Outra questão levantada pelas especialistas é que a mulher, dentro de uma sociedade patriarcal e tradicional, como ainda é o Brasil, pode ter a crença de que para ser completa precisa estar em um relacionamento estável e duradouro.

"Isso pode vir da família de origem, da religião e de crenças individuais. Assim, essa mulher permanece na relação e ainda acredita que o parceiro pode mudar, pode melhorar. Dependendo da religião ou da cultura da família de origem, o divórcio não é bem visto, não é aceito. Portanto, para essas mulheres parece que a única opção é ficar, mesmo sob constante violência”, explica Denise.

Empoderar é preciso

"Sair de um relacionamento abusivo sozinha pode ser muito difícil. Primeiro, porque a mulher pode nem perceber que se trata disso, pode considerar normal a dinâmica do casal. Depois, há o medo do julgamento e a vergonha de abrir os problemas conjugais para outra pessoa. E aqui vai um alerta: é preciso empoderar as mulheres para que procurem ajuda”, reforçam Marina e Denise.

"Quem está dentro da situação tem uma percepção menos apurada da gravidade. Assim, a recomendação é que a família e os amigos tenham mais atenção aos sinais que podem indicar algum tipo de violência e oferecer ajuda, escutar sem julgar e contribuir para que essa mulher entenda que está em um relacionamento abusivo, mostrando inclusive quais podem ser as consequências disso”, diz Denise.

Intervenção necessária

As psicólogas afirmam ainda que é um mito achar que não se deve interferir em brigas de casais. "O bom senso deve prevalecer sempre. Porém, brigas de casais que envolvem violência verbal e física, por exemplo, podem precisar da intervenção de alguém de fora, seja da família, dos amigos ou de um vizinho”, dizem. Lembrando ainda que a terapia de casal também pode ajudar a mediar conflitos conjugais.

"Quando alguém pede por socorro, como seres humanos, devemos nos preocupar, checar o que está havendo. A omissão pode levar a consequências mais graves do que ser considerado apenas "intrometido”, concluem Marina e Denise.

Bem-Estar

Protetor solar durante o inverno, sim! Atenção ao câncer de pele

Dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Teresa Noviello, explica porque o protetor solar deve ser mantido durante a estação mais fria do ano

Costuma-se associar o uso do protetor solar ao verão, devido à alta incidência solar. No entanto, o que muitos não sabem ou não dão a devida importância é que a emissão de raios ultravioleta ocorre durante todo o ano, independente da estação climática do país. Por ser o principal responsável pelo câncer de pele, especialistas chamam à atenção para a importância da proteção diária da pele contra os raios UV.

A dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Teresa Noviello, explica que há a falsa impressão que durante o inverno – que iniciou em junho e durará até setembro – o uso do protetor solar deve ser deixado de lado, já que as temperaturas são mais baixas e a incidência dos raios solares reduzem. No entanto, os raios UV continuam sendo emitidos e podem atingir a pele, caso ela não esteja protegida. "Aquele ditado que fala ‘Sol de inverno não queima’ está completamente errado. Essa falsa idéia faz as pessoas se exporem sem proteção durante períodos críticos, como de 10h às 16h”, conta.

Todos as pessoas devem se proteger com o protetor solar, sendo que os fototipos de maior risco são o I e II, que enquadram as pessoas de pele branca, com sardas, cabelo claro ou ruivo e olhos claros. "Além desses grupos de risco, quem possui histórico familiar de câncer de pele também deve redobrar a atenção”, aponta Teresa.

De acordo com a SBD, o câncer de pele representa cerca de 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, aproximadamente 180 mil novos casos. O tipo não melanoma, apesar de atingir um número maior de pessoas, é menos grave do que o melanoma. "O não melanoma é caracterizado pelo crescimento descontrolado das células da pele, podendo gerar dois tipos de cânceres: o carcinoma basocelular, que atinge as células basais e se encontra na camada mais profunda da epiderme, e o carcinoma espinocelular, que surge nas células escamosas e se encontra na derme, que é camada superior”, explica Teresa. A dermatologista esclarece que apesar de surgir em diversas áreas do corpo, as mais expostas, como orelhas, couro descoberto, rosto, pescoço e braços, são as com maior incidência. Já o melanoma é o tipo mais grave da doença, sendo capaz de atingir outros órgãos através da metástase.

As principais características que podem sinalizar um possível câncer de pele são o surgimento de manchas e pintas. Segundo a SBD, uma lesão elevada, brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta e que sangra; uma pinta preta ou castanha que muda de cor, textura e tamanho, e uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer, apresentando crosta, coceira, erosões ou sangrando podem ser indícios da doença. Lembrando sempre que apenas avaliação clínica com dermatologista e biópsia poderão confirmar o diagnóstico.

Além do câncer de pele, como o inverno é uma época propensa à tratamentos estéticos, o uso do protetor solar torna-se ainda mais imprescindível, a fim de evitar queimaduras, manchas e alterações no resultado do tratamento. "Protetor solar deve ser usado diariamente, com manutenção ao longo do dia. Pois, até mesmo as lâmpadas são capazes de agredir nossa pele, por isso a proteção deve ser seguida à risca”, aponta Noviello. A dermatologista aconselha uma avaliação dermatológica para estipular um protetor solar indicado para o tipo de pele e alteração patológica.


Os raios UV continuam sendo emitidos e podem atingir a pele, caso ela não esteja protegida


Bem-Estar

Antioxidantes: os aliados para dar um up na imunidade!

Saiba quais são as principais fontes de alimentos ricos nessas substâncias e se blinde contra as doenças comuns do inverno

O inverno literalmente já chegou e, junto com ele, surge um ambiente ainda mais propício para atrair resfriados, gripes, infecções e alergias. Para tentar se proteger ou amenizar os efeitos desses problemas que atormentam a nossa vida, vale tentar de tudo. O que nem todo mundo sabe é que alguns alimentos que utilizamos no dia a dia, podem ter um efeito bastante poderoso para fortalecer a imunidade e prevenir essas doenças. É o caso dos alimentos antioxidantes!

"Eles possuem substâncias capazes de atrasar e inibir a oxidação das reações metabólicas, auxiliando na regulação de radicais livres produzidos pelo organismo que causam oxidação celular”, explica a nutricionista da Cia. da Consulta Karina Nascimento. Segundo ela, os antioxidantes atuam no fortalecimento da imunidade estimulando a proliferação dos leucócitos – células que atuam na defesa do organismo.

Uma vez que as doenças surgem a partir de uma resposta do corpo a um elemento estranho, consumir os alimentos antioxidantes irá fortalecer o sistema imune para combatê-los e, assim, prevenir aquelas doenças indesejáveis típicas do inverno. "Estudos científicos vêm mostrando que o uso de antioxidantes auxilia no tratamento e prevenção de doenças, porém os alimentos ainda nos proporcionam outras funções benéficas, como a presença de substâncias que protegem os tecidos e células”, ressalta a nutricionista.

Os benefícios de incluir antioxidantes na sua rotina não param por aí. De acordo com Nascimento, eles ajudam no combate ao envelhecimento e morte celular. "Alimentos com este componente são responsáveis pela inibição ou redução das lesões causadas pelos radicais livres nas células e da remoção de células danificadas, reconstituindo a membrana celular”, explica.

Confira abaixo a lista que a Karina Nascimento, nutricionista da Cia. da Consulta, elaborou com as principais fontes de antioxidantes:

Vitamina E (Tocoferol)

Antioxidante lipossolúvel – solúvel em gordura – capaz de auxiliar a resposta imunológica na produção de anticorpos e na capacidade de aumentar a diferenciação celular. Exemplos: avelã, semente de girassol, castanha do Pará, amendoim, milho, amêndoa, óleo de milho.

Vitamina C (Ácido Ascórbico)

Possui o poder de neutralizar os radicais livres por meio da estimulação de leucócitos do sistema imunológico. Exemplos: goiaba, mamão, morango, laranja, brócolis, couve-flor, pimentão.

Vitamina A (Retinol)

Assim como a Vitamina E, este nutriente também é considerado lipossolúvel. Seus compostos auxiliam na diferenciação e crescimento celular. Além disso, a deficiência de Vitamina A pode desencadear alterações na mucosa intestinal e, até mesmo, no trato respiratório. Exemplos: manga, cenoura, beterraba, espinafre, tomate, couve.

Carotenoides (β-caroteno, licopeno)

São precursores da Vitamina A e auxiliam bastante no processo de ação antioxidante. Exemplos: batata doce, buriti, abóbora, cenoura, pitanga, manga, pêssego.

Selênio

Considerado um agente oxidante, pois a sua ação está relacionada à síntese de agentes importantes na resposta imune. Exemplos: semente de chia, semente de girassol, castanha do Pará, salmão, peito de frango, ovo, feijão, farinha de trigo.

Flavonoides

Conhecidos por sequestrar os radicais livres devido a sua ação antioxidante. Há estudos indicam suas propriedades antivirais e antitumorais. Fontes: brócolis, salsa, manga, maçã, chá verde, chá preto, chá branco, couve, rúcula, cebola.


Alimentos antioxidantes podem ter um efeito poderoso para fortalecer a imunidade e prevenir doenças


Bem-Estar

Varizes: saiba mais sobre a doença e período ideal para o tratamento

Além da questão estética e dor, se não tratadas, as varizes podem causar complicações ao paciente como lesões de pele, manchas e úlcera (ferida)

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), as varizes atingem cerca de 25 milhões de pessoas em todo o mundo. Além da questão estética e dor, se não tratadas, as varizes podem causar complicações ao paciente como lesões de pele, manchas e úlcera (ferida).

Uma curiosidade que nem todos sabem é que o inverno é o período ideal para tratar as varizes e os vasinhos, já que a exposição ao sol não é recomendada durante o tratamento.

De acordo com o médico vascular do Hospital Dom Alvarenga, Dr. Fábio Cândido Gonçalves de Campos, no inverno o paciente corre menor risco de se expor ao sol já que opta por usar roupas mais longas. Com isso, as pernas ficam mais cobertas e protegidas resultando em uma boa recuperação. Outra vantagem é quando o tratamento exige o uso de meias elásticas de compressão – a época mais fria facilita o uso.

Sobre os sintomas, o especialista ressalta que os mais comuns são: dor, sensação de peso, cansaço e queimação. "Lembrando que a pessoa não acorda com a dor, ela passa a ter esse sintoma ao longo do dia”, explica.

Dr. Fábio conta que existem dois tipos de tratamentos: o clínico e cirúrgico. O clínico pode ser feito por meio de medicação, meia elástica e exercícios físicos. Já o cirúrgico pode ser convencional ou endovascular, que é realizado por meio de laser ou radiofrequência.

O especialista reforça, ainda, que a melhor forma de prevenir o problema é cuidar da saúde mantendo um bom peso, praticando exercícios físicos e, em certos casos, usando a meia elástica de compressão de acordo com recomendação médica.


Inverno é o período ideal para tratar as varizes e os vasinhos


Assisense procura por gata desaparecida

Mimi, como é chamada, fugiu nesta terça-feira, 7

Uma gata que atende pelo nome de Mimi está desaparecida desde a noite desta terça-feira, 7, em Assis.

De acordo com sua tutora, ela fugiu na Rua Pedro Álvares Cabral, nas proximidades do Pronto Atendimento do Maria Isabel.

Mimi tem a pelagem em tons de cinza e branco, olhos azuis e usava uma coleira rosa no pescoço.

Caso alguém tenha informações sobre seu paradeiro, pode entrar em contato pelo telefone (18) 99604 5212.


Gata Mimi fugiu nas proximidades do Pronto Atendimento do Maria Isabel, em Assis


Mimi usava uma coleira rosa no pescoço


Cachorro está desaparecido na Vila Nova Assis

Ducke, como é chamado, fugiu nesta quarta-feira, 8

Um cachorro que atende pelo nome de Ducke está desaparecido desde quarta-feira, 8, em Assis.

De acordo com seus tutores, ele fugiu por volta das 18h30 na Vila Nova Assis. Quando era pequeno, o cachorro levou uma mordida no maxilar, passou por cirurgia, mas desde então ele precisa de cuidados especiais para conseguir comer.

Ducke é de porte médio/grande, tem a pelagem amarelada e é muito dócil. Os tutores afirmam que ele nunca saiu de casa e por isso estão preocupados com seu bem estar.

Caso alguém tenha informações sobre ele, pode entrar em contato pelos telefones (18) 99781-2013 ou (18) 99630-9689.


Ducke é de porte médio/grande, tem a pelagem amarelada e é muito dócil


Bem-Estar

Já pensou em ter uma composteira em casa ou no apartamento? Saiba como

Segundo Cristal Muniz, blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo, mais da metade do lixo produzido nas casas vem da cozinha: os restos de alimentos ou o chamado lixo orgânico

Reduzir o lixo da cozinha, ter um adubo maravilho, fácil e sempre à mão, manter uma horta superbonita: dá para ter isso tudo com uma composteira em casa. Existem vários tipos de composteira, mas o que a blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), Cristal Muniz, recomenda é a com minhocas.

COMO FAZER

COMPOSTEIRA EM CASA

Faça um buraco na terra, de cerca de pelo menos 0,5 metro quadrado. Se a família for grande, você pode fazer dois e, enquanto um descansa, vocês enchem o outro. Ou fazer um grandão, de 1 metro quadrado. Uns 30 centímetros de profundidade são suficientes. Para ajudar a segurar as paredes de terra, você pode colocar tabuas nas laterais ou uma caixa sem o fundo (tipo uma caixa d’água, um caixote, algo que segure as laterais, mas dê acesso ao chão). Também dá para fazer cercando uma área em contato com a terra com cerca de arame, tábuas ou troncos.

Coloque o material orgânico e não espalhe muito. Va concentrando em um cantinho ate encher o espaço. Sempre cubra muito bem com folhas secas ou serragem (é esse o segredo para o cheiro ruim não aparecer).

Regue de vez em quando se fizer muito calor ou bater muito sol, porque a mistura pode esquentar e secar. É bom manter úmido para a decomposição acontecer mais rapidamente.
A cada 15 dias, de uma revirada em todo o material, para ajudar a aerar e facilitar a decomposição.

Aos poucos, as sobras de alimento vão se transformar em uma terra bem escura, com cheiro de terra molhada. Esse adubo é maravilhoso para as plantas e para a sua hortinha!

COMPOSTEIRA EM APARTAMENTO

Um dos sistemas de composteira domestica mais famosos hoje é a composteira com minhocas. Isso porque ela é pequena, não tem cheiro ruim, cabe em quase qualquer cantinho, como a área de serviço, e a decomposição acontece mais rápido com a ajuda desses bichinhos. Esse tipo de composteira é ótimo para quem mora em apartamento ou quem mora em casa e não pode fazer um buraco no quintal, como no método explicado acima. Existem composteiras prontas que já vem com as minhocas, mas você pode fazer a sua usando caixas ou baldas de plástico.

Uma composteira com minhocas precisa de, no mínimo, três andares: o andar do topo, onde o lixo orgânico vai sendo depositado e coberto com o material seco (serragem e folhas secas) que, quando cheio, deve ficar em repouso por cerca de um mês. Durante esse tempo de repouso, o andar do meio vira o do topo e começa o ciclo de novo. Esses dois andares são onde acontece a compostagem do material. O andar de baixo é o que recolhe o liquido que escorre (os andares são intercalados com furinhos para o liquido cair e as minhocas se movimentarem).

No final desses dois meses, o chamado período de repouso, o material que sobra é um húmus que parece terra, supernutritivo para as plantas e com cheirinho de terra molhada. Nada disso dá mau cheiro se tudo for feito corretamente.

O excesso de umidade pode facilitar a criação de mosquinhas, por isso é importante cobrir tudo muito bem com serragem. Além das minhocas, acabam aparecendo outros bichinhos pequenos, como formiguinhas e outros insetos, que também ajudam no processo de decomposição dos alimentos. É tudo limpo e, seguindo todas as etapas, não há risco nenhum de contaminação.

COMO USAR COMPOSTEIRA COM MINHOCAS

Para usar a composteira você deve colocar os restos de alimentos aos poucos. Não espalhe tudo, vá concentrando o lixo orgânico em cantinhos. Cubra muito bem com folhas secas e serragem. Não aparte ou comprima, deixe a mistura respirar porque ela precisa do oxigênio.

Siga colocando seus resíduos ate que o baldinho que estiver em cima esteja cheio. O ideal é levar mais ou menos um mês para encher, assim dá tempo de ele virar adubo e você poder trocar pelo andar do meio. Quando estiver cheio, ele vai para o repouso. Troque de lugar com o que estava no meio da pilha, vazio.

Quando esse recipiente (que estava no meio e foi para topo da pilha) estiver cheio, depois de um mês ou mais, vai ser hora de trocar os andares novamente. Se tudo deu certo, o recipiente que estava no repouso agora tem húmus.

Para retirar o húmus, deixe o pote com a tampa aberta em um lugar com bastante luz. As minhocas não gostam e vão se enfiando para dentro da terra. Vá raspando o adubo aos poucos, para não machucar e não levar embora as minhocas.

Na caixa fixa debaixo, vai começar a aparecer um liquido bem escuro. Ele é um biofertilizante poderosíssimo. Dilua cada parte do liquido em dez partes de água e use essa mistura para regar suas plantinhas uma vez por semana. Elas vão ficar lindas.

O húmus pode ser colocado em plantas, mas, caso sobre, você também pode doar, colocar nas plantas do condomínio, na praça perto de casa, etc.


Segundo Cristal Muniz, blogueira e autora do livro Uma vida sem lixo, mais da metade do lixo produzido nas casas vem da cozinha: os restos de alimentos ou o chamado lixo orgânico


Proteja seu pet contra a raiva

Embora a raiva seja considerada uma doença controlada no Brasil, a vacinação anual é essencial para a sua prevenção; Primeira dose deve ser aplicada a partir dos três meses do pet

Se você tem um cachorro ou gato em casa, com certeza já ouviu falar na importância da prevenção da raiva. A doença é fatal e acomete todos os mamíferos, podendo inclusive afetar os humanos. A vacinação é a principal medida para o controle da doença no meio urbano, devendo ser feita anualmente em todos os animais saudáveis a partir dos três meses de idade.

A campanha de vacinação gratuita em cães e gatos contra a raiva costuma ser promovida em agosto, mas os tutores que não puderem levar o seu pet durante o mês podem fazer a aplicação posteriormente com seu médico veterinário. Embora seja considerada praticamente erradicada no Brasil, a doença tem uma taxa de mortalidade para os animais perto dos 100%.

Entre os principais transmissores da raiva estão morcegos, macacos e gambás, animais silvestres que quando em contato com cachorros, gatos e humanos podem infectá-los com o vírus da doença, principalmente, através de mordidas, pois a saliva dos animais infectados contém o vírus rábico.

O vírus vai da ferida, por meio da corrente sanguínea, até o cérebro, provocando inflamação ou inchaço que causam os principais sintomas da doença, que são: mudanças no comportamento do pet, nervosismo, isolamento, ansiedade, febre, vômitos e diarreia.

Os sintomas da raiva nos animais variam de acordo com a fase da doença, e aparecem após o período de incubação, que pode levar de três a seis semanas. Ao notar qualquer alteração no comportamento do pet, o tutor deve isolar o animal do contato humano e de outros animais e procurar auxílio veterinário.

Segundo Andrei Nascimento, médico veterinário e gerente de produtos da unidade Pet da MSD Saúde Animal, mesmo sendo rara no país, a raiva é a doença infecciosa com a taxa de mortalidade mais alta entre os pets e deve ser prevenida por meio da vacinação. "O número de animais e pessoas infectadas no mundo diminuiu drasticamente devido ao aumento da conscientização sobre a importância da vacinação periódica. Nesse sentido, é fundamental que os tutores tenham atenção ao calendário de vacinação e sigam as orientações de um colega veterinário”, afirma Nascimento.


Vacinação deve ser feita em todos os animais saudáveis a partir dos três meses de idade


Tatuador promove Pet Day solidário nos dias 18 e 19, em Assis

Evento será realizado em parceria com a SOS Pets

Nos dias 18 e 19 de agosto, sábado e domingo, será realizado um evento especial para ajudar os animais abandonados, em Assis.

Em parceria com a SOS Pets, o tatuador Gabriel Andrade irá arrecadar doações de ração e em troca você poderá fazer uma tatuagem.

A cada saco de ração para cães (15 quilos) ou gatos (10 quilos), você terá direito a uma tatuagem de até 4 centímetros ou desconto de 50% para uma tattoo personalizada de até 10 centímetros do seu pet.

Todas as doações serão entregues para a SOS Pets, que cuida de animais abandonados na cidade. É a oportunidade de ajudar os bichinhos e ainda gravar na pele o amor pelo seu animal de estimação!

"Lembrando que serão válidas apenas tattoos temáticas e, no caso da troca pela ração, serão feitas apenas tatuagens já disponíveis no painel. As tatuagens não poderão ser agendadas previamente, sendo assim, serão escolhidas por ordem de chegada. Uma vez feita, nenhuma tatuagem poderá ser repetida. Portanto, cheguem cedo!”, afirma Gabriel.

Aqueles que não quiserem tatuar, também poderão contribuir. Todas as doações são bem-vindas.

O evento será realizado no Zero18 Estúdio, cujo endereço é Rua Fadlo Jabur, 159. Para mais informações, acesse o link do evento.



Bem-Estar

Médico aponta as 12 doenças mais perigosas causadas por agrotóxicos

Nutrólogo levanta a bandeira contra agrotóxicos e abre as portas da sua casa e mostra sua horta orgânica com mais de 30 verduras e legumes e frutíferas

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), ocupamos o 7º lugar na relação da quantidade de produtos aplicados por hectare de terra cultivada. No volume total, o Ministério do Meio Ambiente brasileiro informa que estamos em 1º lugar. Para o nutrólogo e especialista em reeducação alimentar é possível sim tornar a alimentação do dia a dia mais saudável, mesmo para pessoas que não tem pouco espaço.

O exemplo vem de casa, com uma horta de 250m² no quintal, ele e sua família se alimentam de produtos que cultivam e ensina os pacientes, independente do espaço, a terem o mesmo hábito. Evitar alimentos processados (aqueles que tem bula, descritivos na embalagem) e investir em produtos orgânicos, o primeiro passo para melhor qualidade de vida.

Não existe milagre quando o assunto é perder peso e ter vida saudável. Seja qual for a dieta que esteja seguindo ou o treino que esteja realizando, se você não começar pelo básico, a escolha certa dos alimentos, você não conseguirá atingir seus objetivos.

Não se deve acreditar em tudo o que se ouve por aí. Muitos dizem que só é possível conseguir alimentos bonitos e graúdos com o uso de fertilizantes químicos e agrotóxicos, isso não é verdade. A partir da agricultura orgânica é possível cultivar alimentos ricos em nutrientes e totalmente, eles podem ser menores e talvez não tão bonitos, mas são extremamente saudáveis. Você pode começar pelos temperos, um excelente início.

Aderir aos alimentos orgânicos é um novo estilo de vida e deve ser passado adiante. Já se perguntou por que todos estão tão doentes? Seus avós tinham tantos problemas? Certeza que não! Adiante o especialista aponta as 12 principais doenças ligadas ao uso de alimentos com agrotóxicos, entre elas o câncer e a infertilidade.

Cada pessoa possui um metabolismo diferente e necessidades específicas para conseguir diminuir o excesso de peso, ganhar massa magra, definir a musculatura do corpo ou qualquer outra mudança que deseja fazer no corpo para ganhar qualidade de vida. Para o nutrólogo e especialista em medicina esportiva Dr. Flávio Madruga, cada paciente precisa ser avaliado de forma única antes de começar qualquer dieta, treino e suplementação, porém, o segredo para um emagrecimento saudável é igual para todos e está diretamente relacionado a uma mudança nos hábitos alimentares e o aumento do consumo de alimentos orgânicos e naturais.

Madruga é um dos entusiastas a favor do consumo de alimentos orgânicos. Ele afirma que os alimentos industrializados, enlatados e processados, além de fazer muito mal para a saúde, eles são prejudiciais, pois são ricos em sódio e açúcares. "Comidas enlatadas e processadas são um veneno para o corpo e um dos principais vilões para quem está em processo de emagrecimento ou mudança de hábitos alimentares", afirma o especialista.

Muito mais do que orientar seus pacientes em relação a melhor dieta a seguir, Dr. Flávio incentiva uma mudança de hábito que visa sempre a saúde dos pacientes, cujo os bons resultados obtidos acaba sendo consequência de uma alimentação balanceada e saudável.

Cultive seu próprio alimento

O nutrólogo Flávio Madruga vai muito além de todo conhecimento compartilhado em consultório, ele realmente coloca em prática tudo o que ensina aos pacientes no seu dia a dia. "Nem todo mundo vive o que fala. Eu faço questão de aplicar dentro da minha casa e no dia a dia da minha família essa mudança de hábito em busca de qualidade de vida por meio de alimentação saudável".

Com uma horta de 250m² no quintal de casa, Dr. Flávio e sua família se alimentam de produtos que ele mesmo cultiva como: abóbora, salsa, cebola, pimenta, berinjela, couve, alface, mandioca, quiabo, entre outros. Além disso, ele possuiu oito árvores frutíferas plantadas dentro de caixas d'água de reuso. Frutas como acerola, goiaba, limão, laranja, lichia e jabuticaba são produzidas todas pelo nutrólogo.

"Ter uma horta em casa ajuda a ter sempre alimentos frescos na hora das refeições, evita os conservantes, o excesso de sódio e açúcares e até mesmo os agrotóxicos. Tudo isso é uma mudança significativa na qualidade da alimentação e os resultados não podem ser diferentes: mais saúde por dentro e por fora", declara Madruga.

Jardineiras, garrafas pets e hortas verticais para pouco espaço

O nutrólogo sabe que a grande maioria das pessoas não possui um espaço como o dele para montar uma horta, mas ele faz questão de dar dicas e orientações aos pacientes mostrando que é possível cultivar algumas hortaliças, por exemplo, até mesmo morando em apartamento.

Alface, alecrim, manjericão e tomate são alguns dos alimentos mais fáceis de se cultivar em casa. Basta um espaço que receba sol pelo menos em um período do dia, como uma varanda ou até mesmo uma prateleira próxima a janela, que já é possível cultivar alguns temperos, legumes e hortaliças.

É possível economizar ainda mais espaço e dinheiro criando uma horta vertical. Basta ter uma parede que receba sol algumas horas do dia, que é possível colocar as mudas e sementes em garrafas pets e pendurar por toda a parede. Não se pode esquecer de regar a horta pelo menos uma vez ao dia.

"Alimentos orgânicos são caros, mas a horta caseira pode ser uma ótima alternativa para quem quer ter o prazer de cultivar alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxico na própria varanda ou quintal e ainda economizar nos gastos com feira e hortifrúti.

Por fim, emagrecer é muito mais do que diminuir o manequim da roupa ou o peso na balança. É uma mudança total nos hábitos alimentares e comportamentais do paciente para que os resultados sejam efetivos, duradouros e acima de tudo com muito mais saúde e qualidade de vida.

Um trabalho que envolve dedicação e esforço total do paciente, mas que necessita de acompanhamento profissional especializado e personalizado. "Um bom nutrólogo olha cada paciente de forma única e exclusiva, a dieta que serve para um, pode ser que não funcione com o outro. Não existe milagre, mas sim um trabalho em conjunto, sério, algumas vezes até um pouco demorado, mas que vai se encaixando no dia a dia do paciente até se tornar um novo hábito de vida em busca de saúde em primeiro lugar.

Conheça as 12 doenças mais perigosas causadas por agrotóxicos, de acordo com o Dr. Flávio Madruga:

1 – Câncer: O câncer é a doença mais perigosa e fatal relacionada com o consumo contínuo e em excesso de agrotóxicos. E os tipos de câncer mais comuns relatados são câncer de mama, cerebral, pulmonar e de próstata.

2 – Infertilidade: Uma das principais complicações que atingem as mulheres e os homens é a infertilidade, causada pelos agrotóxicos e outros agentes químicos aplicados nos alimentos durante o cultivo. O componente tóxico afeta drasticamente a taxa de fertilidade, além de alterar também a qualidade dos espermatozoides.

3 – TDAH: Pesquisas afirmam que, o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade estão relacionados com a exposição ou inalação de agrotóxicos e outros químicos. Todos estes defensivos agrícolas possuem alta capacidade de afetar principalmente as funções hormonais da tireoide.

4 – Autismo: O autismo pode ter diversas causas, como ser afetado, inclusive, pelo meio em que se vive. Mas, muitos dos riscos do desenvolvimento do autismo podem ser relacionados com os hábitos alimentares da criança. O glifosato é um tipo de agrotóxico que é considerado como o principal causador de autismo nos Estados Unidos, segundo pesquisas de universidades.

5 – Doenças nos Rins: O trato urinário sofre muito dependendo do que ingerimos. Isso porque o corpo humano realiza um trabalho de absorção e de filtragem, e os agrotóxicos podem afetar diretamente essas áreas primordiais, destruindo os tecidos renais podendo causar até mesmo a falência dos rins.

6 – Danos ao Fígado: O fígado é outro órgão bastante afetado pela absorção do organismo de produtos considerados prejudiciais à saúde. Os agrotóxicos afetam perigosamente as funções celulares do fígado causando várias doenças hepáticas que têm como característica sintomas silenciosos.

7 – Mal de Alzheimer: O Mal de Alzheimer é uma doença que afeta as funções do sistema neurológico. Aqui no Brasil, existe alguns agrotóxicos que podem atuar na morte de células cerebrais, que é a principal causa da doença.

8 – Doenças Neurológicas Diversas: Além do Alzheimer e câncer cerebral, os agrotóxicos podem ainda causar várias outras doenças neurológicas, dentre elas a depressão, que hoje é considerada o mal do século.

9 – Malformação de Feto: Se os agrotóxicos têm a função de agir como venenos, imagine para a delicada condição das gestantes, que proveem o sustento e a nutrição de seus bebês.Para as mulheres grávidas, a alimentação deve ser sempre focada in natura, em produtos e alimentos que não colocarão em risco a sua saúde nem a do feto. Os agrotóxicos podem causar malformação fetal, anencefalia e até mesmo o aborto.

10 – Problemas com a Tireoide: Os hormônios da tireoide podem sofrer alterações no que diz respeito ao seu funcionamento, o que acarreta ainda mais problemas de saúde. O Hipotireoidismo está relacionado com o consumo de alimentos contaminados por agrotóxicos e é o principal causador da obesidade.

11 – Alergias: Sendo um veneno e uma substância química altamente potente, o organismo humano pode esboçar reações indesejadas como o desenvolvimento de alergias. Muitas vezes, não sabemos ao certo quais são as causas de todas as alergias do nosso corpo, e os agrotóxicos utilizados no cultivo dos alimentos que você coloca à mesa podem ser a resposta.

12 – Doenças Cardíacas: O glifosato, que é um dos agrotóxicos mais utilizados, é o principal agente causador de doenças do coração. Ele causa uma disfunção lisossomal que posteriormente pode evoluir para falência do coração.

O consumo ou não de agrotóxicos pela sua família está em suas mãos. O carinho e a atenção começam pela alimentação. Ofereça sempre uma mesa farta de alimentos orgânicos cheios de saúde e fresquinhos direto da natureza para sua família!


Brasil ocupa 7º lugar na relação da quantidade de produtos aplicados por hectare de terra cultivada


Bem-Estar

Atividade física é fundamental para o tratamento da endometriose

Endometriose é uma doença crônica que atinge cerca de 10% das mulheres em idade fértil

A endometriose é uma doença crônica que atinge cerca de 10% das mulheres em idade fértil. A infertilidade e a dor pélvica crônica são os principais sintomas da doença. A endometriose afeta de forma significativa a qualidade de vida de quem recebe este diagnóstico.

O principal objetivo do tratamento, que pode ser medicamentoso ou cirúrgico, é reduzir a dor e/ou resgatar a fertilidade. Entretanto, os medicamentos usados no combate à endometriose podem conter hormônios e, portanto, podem levar ao aumento do peso e à retenção de líquidos.

Uma recomendação fundamental para as mulheres diagnosticadas com endometriose é adotar hábitos de vida saudáveis, entre eles a prática regular de uma atividade física. Segundo pesquisa realizada pelo cirurgião ginecológico, Dr. Edvaldo Cavalcante, em parceria com o Grupo de Apoio às Portadoras de Endometriose e Infertilidade (GAPENDI), das 3 mil brasileiras com endometriose que responderam ao questionário, apenas 31% praticam algum exercício regularmente.

"Infelizmente, o nível de sedentarismo na população brasileira é alto. A vida agitada das grandes capitais leva as pessoas a caminharem menos e a ficarem mais tempo sentadas. Porém, a prática de uma atividade física é essencial para todos, inclusive para quem tem uma doença crônica como a endometriose”, comenta Dr. Edvaldo.

Encontre um exercício para chamar de seu

Segundo um estudo publicado no Journal of Physical Therapy Science, um programa de oito semanas de exercícios foi eficaz na redução da dor e na melhora de anormalidades posturais relacionadas às dores pélvicas. "O que ocorre é que a dor pélvica pode levar a mulher a adotar uma postura mais curvada, levando a uma cifose (corcunda). Portanto, se ela pratica uma atividade física que trabalhe a postura, por exemplo, como o Pilates, é esperado que esse aspecto melhore”, comenta Marília Gabriela, portadora de endometriose e coordenadora do Gapendi.

Outro ponto é que atividades físicas ajudam o organismo a produzir dois neurotransmissores, a serotonina e a dopamina. A primeira traz sensação de bem-estar e ajuda a aliviar a ansiedade, presente em 50% das entrevistadas na pesquisa, por exemplo.

A serotonina também ajuda a regular as vias sensoriais ligadas à dor e, pode, portanto, contribuir no controle da dor. A dopamina também fica mais disponível por meio dos exercícios e ajuda na sensação de prazer e bem-estar, assim como atua na memória, humor e concentração.

Controle do peso

Para as mulheres que usam hormônios para tratar a endometriose, a prática regular de um exercício é um aliado importante para ajudar no controle do peso. "A alimentação deve ser balanceada, mas é ideal somar à dieta alguma atividade física. Lembrando que esses bons hábitos não servem apenas para o tratamento da endometriose, mas contribuem também para que a mulher previna condições futuras, como as doenças cardiovasculares, muito comuns na menopausa”, acrescenta Dr. Edvaldo.

Como escolher uma atividade física

Em primeiro lugar, é preciso optar por uma atividade ou exercício que esteja alinhado com o perfil individual. Caminhada, natação, Pilates, musculação, treinos funcionais, dança, ciclismo. O importante é a regularidade e o prazer envolvido na escolha. O ideal é procurar se exercitar pelo menos 30 minutos por dia ou 60 minutos de 3 a 4 vezes por semana.

"Tudo na vida é uma questão de hábitos. Quando a pessoa é sedentária, pode ser mais difícil no começo, mas depois, certamente o tempo irá mostrar os benefícios para a saúde como um todo, sendo ainda uma estratégia importante para lidar com a endometriose”, conclui Dr. Edvaldo.


Das 3 mil brasileiras com endometriose que responderam ao questionário, apenas 31% praticam algum exercício regularmente


Bem-Estar

Como manter a pele hidratada no inverno

Saiba o que usar para evitar o ressecamento da pele durante dos dias mais frios e secos do ano

Os dias mais frios, além de reduzirem o suor, contribuem com a diminuição da oleosidade da pele e com o consequente ressecamento da derme. Durante o inverno, além de não descuidar da ingestão de líquido, a dermatologista e tricologista Anna Cecília Andriolo, parceira da rede de farmácias Extrafarma, explica como manter a pele bonita na estação e quais os produtos mais indicados para a hidratação de cada parte do corpo.

Rosto

No período, para higiene do rosto, os sabonetes líquidos são mais apropriados do que as versões em barra, pois evitam o ressecamento da derme. Eles devem ser escolhidos de acordo com o tipo de pele do paciente (mais seca, oleosa ou mista). Na hora de hidratar a região facial, os cremes para peles oleosas e mistas devem ser oil free. "O uso de Vitamina C e cremes à base de ácido hialurônico são bem-vindos, pois além de hidratar, ajudam no combate ao envelhecimento cutâneo”, afirma Anna Cecília.

Mesmo no inverno, recomenda-se a utilização de filtro solar, após a higienização matinal do rosto e aplicação do hidratante.

Lábios

Os lábios também precisam de hidratação e, para isso, existem várias opções de veículos, como cremes, pastas e pomadas, além das versões em bastão. Alguns produtos para a hidratação labial já agregam o fator de proteção solar, extremamente importante, uma vez que a região está sempre exposta a luz solar.

Corpo

Para cuidar da hidratação do corpo, a formulação do hidratante deve conter componentes oclusivos, umectantes e emolientes e, segundo Anna Cecília, o mais adequado é aplicar o produto logo após o banho, já que os poros estão dilatados e favorecem a absorção do creme. "O componente oclusivo retarda a evaporação e a perda de água, formando uma espécie de filme protetor na superfície da pele. Os compostos umectantes atraem a água da derme e a retém na camada externa da epiderme. A combinação desses dois ingredientes favorece a manutenção da hidratação e a função de barreira da pele. Os componentes emolientes são capazes de "preencher as fendas" existente entre as células, contribuindo para a eficácia clínica e elegância cosmética por promover uma textura suave e macia da superfície da pele”, explica a dermatologista.

Peles sensíveis devem evitar fragrâncias, óleos e produtos com propilenoglicol e lanolina, considerados agentes sensibilizantes. Outras recomendações são referentes aos produtos contendo pH próximo ao da pele normal, mais apropriados aos pacientes com pele seca e dermatite atópica, e aos sabonetes líquidos corporais, que também ajudam no processo de hidratação da pele do corpo.

Mãos

As mãos são extremamente prejudicadas neste período, uma vez que entram em contato com a água com muito mais frequência e são lavadas várias vezes ao dia. Para mantê-las hidratadas, recomenda-se a utilização de cremes enriquecidos com vitamina C, ácido hialurônico e fator de proteção solar sempre após a higienização.

Pés

Para cuidar da saúde da pele dos pés, que também fica bastante seca no período e pode apresentar rachaduras, é importante aplicar hidratantes que contêm em sua formulação ureia. O componente é eficaz na manutenção da hidratação natural da pele do local. A dermatologista recomenda aplicar o produto na região dos pés à noite, antes de dormir.

"Além da utilização dos produtos descritos, hábitos como aumentar a ingestão de água (cerca de 2 litros por dia), evitar banhos muito quentes e demorados e o uso exagerado de sabonetes em barra, que podem remover ainda mais o manto hidrolipídico que protege a derme, evitam o ressecamento excessivo da pele nos dias mais frios”, acrescenta Anna Cecília.

Bem-Estar

Aumenta procura de "botox" por homens

Preocupados com as conquistas da vida amorosa e profissional, eles buscam tratamentos estéticos que rejuvenescem e realçam a masculinidade

Antes buscados apenas por mulheres, os tratamentos estéticos que disfarçam os famosos "pés-de-galinha” e realçam a masculinidade estão sendo cada vez mais procurados por homens.

"Eles estão se tornando adeptos dos tratamentos estéticos. Buscam resultados rápidos e
discretos, que lhes garantem mais segurança para as conquistas do dia a dia, seja na vida amorosa ou na carreira”, afirma a especialista no assunto Dra. Dailana Louvain, de São José dos Campos (SP).

Segundo a dermatologista, os homens têm muitas dúvidas sobre os efeitos e os riscos do uso da toxina botulínica (botox) e do ácido hialurônico no preenchimento. Eles temem ficar com o rosto redondo e afeminado. "Nos procedimentos estéticos para homens, analisamos todas as medidas da face e as proporções de cada rosto, garantindo o formato quadrado, como por exemplo do ator Brad Pitt”, explica Dra. Dailana.

Para ter segurança em tratamentos estéticos, é importante procurar um profissional da área de dermatologia ou cirurgia plástica. "O formato do rosto masculino é diferente do rosto feminino. O homem tem um formato mais angulado, assim é valorizado o ângulo da mandíbula, e o queixo é mais largo. Somente um profissional especializado pode manter essas características ao realizar o preenchimento” alerta a especialista.

O preenchimento labial também está deixando de ser um tabu entre os homens. Ele deixa os lábios mais atraentes, mas se for aplicado de forma incorreta pode trazer um ar feminino. "Sabendo o modo de aplicar e padronizar, este procedimento mantém as características masculinas e ao mesmo tempo consegue corrigir o que o paciente deseja”, tranquiliza Dra. Dailana.


Para ter segurança em tratamentos estéticos, é importante procurar um profissional da área de dermatologia ou cirurgia plástica


Bem-Estar

Inteligência emocional é um dos segredos para o sucesso

Como saber identificar e lidar com nossas emoções para não perder a cabeça nos relacionamentos profissionais, amorosos e familiares

Será que, para se dar bem na profissão basta ter competência técnica ou talento? Estudos científicos mostram que a inteligência emocional, uma habilidade que vem sendo muito requisitada em empresas de todo o mundo, é muito importante para nosso sucesso na carreira e também na vida como um todo.

"Inteligência emocional é nossa capacidade de identificar emoções em si mesmo e no outro, e também nossa capacidade de lidar com elas”, explica a especialista no assunto Chris Melchíades, da consultoria de desenvolvimento humano Fellipelli.

Ter inteligência emocional significa saber se comunicar bem, saber ouvir o outro, colocar-se no lugar do outro, ter iniciativa, ser persistente e lidar com frustrações: são habilidades que não aprendemos na escola, mas que podem ser treinadas.

Ataques de nervos repentinos, surtos de ciúmes com o namorado e intolerância com amigos estão entre os sintomas de uma pessoa que está precisando desenvolver sua Inteligência emocional.

"Emoções todos nós sentimos, mas o que nos diferencia um dos outros é a forma como reagimos a essas emoções. Inteligência emocional, em outras palavras, é o que você decide fazer com as emoções que sente sem se prejudicar e sem se prejudicar o outro”, acrescenta Chris Melchíades.

Emoções primárias – Divertida Mente

O filme de animação da Pixar "Divertida Mente” aborda o tema das emoções de forma muito clara e interessante. O longa-metragem conta a história de uma garotinha de 11 anos que enfrentou desafios quando os pais decidiram se mudar para outra cidade. Dentro do cérebro de Riley convivem várias emoções diferentes, como raiva, medo, tristeza, alegria, desprezo e nojo.

"O filme fala um pouco sobre como as emoções convivem dentro de nós e como elas impactam em nossa felicidade. Inteligência emocional, aliás, tem tudo a ver com felicidade e bem-estar. É possível treinar o cérebro e desenvolver a inteligência emocional”, afirma Chris Melchíades.

Isso é possível graças à plasticidade do cérebro, capacidade que o cérebro tem de aprender coisas novas, de se modificar, e nossa capacidade de mudar comportamentos. Quando você estuda a Inteligência Emocional e entende como você funciona, você passa a se entender melhor, a entender melhor o outro e a lidar melhor com todas as situações inusitadas e desafiadoras da vida.


Estudos científicos mostram que a inteligência emocional é muito importante para nosso sucesso na carreira e também na vida como um todo


Renato Piovan

Perto do prazo final para definir nomes, maioria dos presidenciáveis ainda não tem vice

CHARGE - Renato Piovan

Perto do prazo final para a definição das chapas, a maioria dos postulantes à Presidência da República ainda não conseguiu um vice para disputar a eleição em outubro. Os partidos têm até este domingo (5) para realizar as convenções nacionais nas quais serão definidos os candidatos, as alianças com outras legendas ou até mesmo a neutralidade na disputa presidencial. O prazo para registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) das chapas definidas até domingo é o próximo dia 15.

Entre os motivos, especialistas apontam cenário eleitoral indefinido; receio de exposição ao lado de políticos envolvidos em escândalos; pragmatismo (alguns potenciais vices não querem trocar uma possível reeleição como deputado ou senador por uma campanha majoritária incerta).

Por enquanto têm chapas completas somente o PSOL (presidente Guilherme Boulos; vice Sonia Guajajara), PSTU (presidente Vera Lúcia; vice Hertz Dias) e Democracia Cristã (presidente Eymael; vice Pastor Helvio Costa). Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PSL) e Paulo Rabello de Castro (PSC) já foram oficializados por seus partidos como candidatos a presidente. Mas ainda correm contra o tempo para definir um vice até domingo.

Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Lula (PT), Manuela D’Ávila (PCdoB), Marina Silva (Rede) e Álvaro Dias (Podemos) ainda se encontram na condição de pré-candidatos, aguardando oficialização das candidaturas no fim de semana. Todos estão em busca de um vice.



Cachorro está disponível para adoção, em Assis

Fred, como é chamado, é de pequeno porte e muito carinhoso

O pequeno Fred está em busca de um lar onde possa ganhar muito amor e carinho, em Assis.

Ele foi resgatado com uma das patas machucadas, passou pelo veterinário, tomou a medicação e agora está pronto para uma adoção responsável.

Ele é de pequeno porte, sem raça definida e muito carinhoso.

Caso alguém tenha interesse em adotá-lo, pode entrar em contato pelo telefone (18) 99627-6249 (Teresa Cristina).


Fred está disponível para adoção responsável, em Assis


Bem-Estar

Aleitamento materno é capaz de proporcionar benefícios à saúde da mãe e do bebê

Semana Mundial de Aleitamento Materno alerta para a importância de amamentar, pelo menos, até os seis meses de idade

Os primeiros dias de agosto – do dia 1 ao dia 7 – serão marcados pela Semana Mundial de Aleitamento Materno. Segundo o Ministério da Saúde, a recomendação é que a amamentação se estenda até os dois anos de idade ou mais, sendo que nos primeiros 6 meses o bebê receba somente leite materno. De acordo com especialistas, o aleitamento materno é capaz de proporcionar benefícios importantes, a curto e longo prazo, para a vida da mãe e do bebê.

Por conter células de defesa e fatores anti-infecciosos, o leite materno é capaz de proteger o organismo do recém-nascido de infecções. "Nos seis primeiros meses é comum algumas infecções, como no ouvido, urinária ou gastrointestinal. Um dos benefícios mais importantes que o leite materno pode oferecer ao bebê são os anticorpos, os quais fortalece o sistema imunológico”, explica a pediatra da Clínica Penchel, Maíra Moreira.

Além da proteção, Drª Maíra conta que, por ser produzido pelo corpo da mulher exclusivamente para alimentação da criança, o leite contém todos os nutrientes que o pequeno precisa para crescer e se desenvolver no primeiro semestre de vida. Sendo assim, é possível que o bebê fique sem evacuar durante alguns dias, pois todos os componentes do leite materno são aproveitados pelo organismo.

Segundo uma pesquisa da Universidade Federal de Pelotas, publicada no jornal científico Lancet, crianças amamentadas no peito tem maior QI na vida adulta. "Há vários fatores que podem influenciar o QI de uma pessoa, mas o aleitamento materno pode exercer grande auxilio devido a presença de ácidos graxos, nos quais ajudam no desenvolvimento dos neurônios”, aponta a pediatra. O leite materno pode, também: fortalecer os pulmões do bebê, por conta da sucção; prevenir cólicas, devido às proteínas; combater à anemia, por ser rico em ferro; evitar alergias; e é excelente para a dentição e fala do bebê, por conta do estímulo para o desenvolvimento da musculatura da boca e da face.

Os benefícios do aleitamento materno não se restringem somente à criança, a mãe também é beneficiada. Segundo o médico nutrólogo, Lucas Penchel, amamentar ajuda na perda de peso e na recuperação do parto. "O aleitamento ajuda na recuperação do tamanho normal do útero após o parto. Além disso, a mulher que amamenta exclusivamente gasta aproximadamente 700 calorias por dia, o que ajuda a recuperar a forma e perder os quilos ganhados com a gestação”, explica.

Publicado na revista médica JAMA Internal Medicine, um estudo aponta que amamentar reduz em quase 50% o risco de a mulher desenvolver diabetes tipo 2. De acordo com a pesquisa, mulheres que amamentaram por, pelo menos, seis meses tiveram uma redução de 48% nas chances de ter diabetes tipo 2. Para as que seguiram com o aleitamento por menos que seis meses, a redução foi de 25%. Penchel explica que um dos motivos para esse fato é que durante a amamentação, o corpo desvia da corrente sanguínea por volta de 50 gramas de açúcar. Além desse fator, a mulher que amamenta produz muita prolactina. Esse hormônio pode preservar e secretar a insulina, responsável por regular os níveis de glicose no sangue.

Para que o aleitamento materno dure o tempo preciso e o leite seja capaz de proporcionar todos esses benefícios, Lucas chama a atenção para a alimentação das mães.

"Alimentos com grandes quantidades de gorduras, açúcares e sódio e bebidas alcoólicas devem ser evitados. Assim como medicamentos e drogas podem ser passadas para o bebê através do leite, a alimentação da mãe também pode afetá-lo. Por isso, café, mate e refrigerante tipo cola podem causar irritabilidade e interferir no sono do bebê; chocolate em excesso pode causar diarreia; e leite de vaca e seus derivados podem causar alergias ou intolerância à lactose”, aponta. "Aleitamento materno: a base da vida” é o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno deste ano, definido pela Aliança Mundial para Ação em Amamentação (WABA, sigla em inglês).


Recomendação é que a amamentação se estenda até os dois anos de idade ou mais


Coisa de Bicho e Paróquia São Judas Tadeu promovem ação beneficente, em Assis

Evento será realizado no dia 17 de agosto, a partir das 20h

No dia 17 de agosto, sexta-feira, será realizada a primeira Ação Beneficente da entidade Coisa de Bicho, em parceria com a Paróquia São Judas Tadeu, em Assis.

As cartelas já estão sendo vendidas por R$10,00 e os participantes poderão participar do sorteio de cerca de 50 brindes, além de prêmios em dinheiro e o prêmio máximo de R$1 mil. Serão vendidas diversas opções de comidas e o estacionamento é gratuito.

O evento tem como objetivo ajudar os pets mais necessitados. Todo o lucro será destinado para castrações, compra de ração, casinhas, mantimentos, pagamento das clínicas veterinárias e PetShops, realização de mutirões, cobertas, medicamentos, consultas e procedimentos clínicos veterinários dos animais assistidos e resgatados pela entidade, que é mantida por voluntários.

Todos os amantes da causa animal e a comunidade em geral estão convidados! A Ação Beneficente será realizada a partir das 20h, no salão da Paróquia. O endereço é Rua São Carlos, 563, na Vila Progresso.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (18) 99608-3418 e (18) 99726-2181 ou ainda pela página da Coisa de Bicho Assis.



Bem-Estar

Por que comemos mais alimentos ricos em gordura e açúcar durante o inverno?

Confira dicas de especialistas e fuja dos quilinhos a mais durante a estação mais fria do ano

Já se perguntou por que fugimos da dieta durante o inverno? Isso acontece porque baixa temperatura do ambiente e do corpo faz com que passemos a consumir mais alimentos ricos em açúcar e gordura. A nutricionista clínica Laís Gomes, da Aliança Instituto de Oncologia, explica que durante essa época, o nosso metabolismo passa a produzir mais energia, a fim de manter a temperatura do corpo adequada, por isso, a tendência é comer mais.

Segundo a nutricionista o apetite aumenta com o objetivo de elevar a temperatura do nosso corpo, produzindo uma sensação de calor. Ela complementa que há ainda uma relação sentimental com o que consumimos. "Por exemplo, os alimentos doces e mais calóricos, tendem a gerar uma sensação de bem-estar ou conforto", diz.

Para fugir dos quilinhos a mais, ela aconselha fazer sempre escolhas saudáveis, além de praticar atividade física regularmente. "No lugar de consumir um copo de chocolate quente, por exemplo, substitua por uma xícara de chá quente, assim além de aumentar o calor do corpo, a bebida quente também vai gerar a sensação de conforto, fornecendo antioxidantes e também evitando o aumento de peso corporal", destaca Laís.

Saia de casa

Segundo o professor de musculação da Bodytech Asa Norte Welbert Lucas, quando aliado com atividade física, o frio também pode ajudar a eliminar as gordurinhas indesejadas. Ele ressalta que durante a estação, para se manter aquecido, o metabolismo acelera e o corpo queima mais calorias.

Seja qual for a atividade escolhida, o importante é conciliar o exercício com uma boa alimentação. "As pessoas precisam procurar um exercício que elas mais se adequem. Não existe uma atividade específica. Escolha aquela que goste mais", finaliza o educador físico.


Apetite aumenta com o objetivo de elevar a temperatura do nosso corpo, produzindo uma sensação de calor


Baixa umidade do ar prejudica a saúde dos pets

O clima seco favorece a propagação de vírus e bactérias, desenvolvendo infecções nos animais

O tempo seco não afeta apenas a saúde dos humanos. A baixa umidade do ar, típica dessa época do ano, prejudica também a saúde dos pets.

Nesse período, a predisposição para as doenças alérgicas e respiratórias aumenta. De acordo com Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular, a baixa umidade relativa do ar favorece a propagação de vírus e bactérias - que sobrevivem por mais tempo em ambiente seco - e acaba desenvolvendo infecções de intensidade variada nos animais.

"Os dias secos e frios podem debilitar a saúde dos pets, já que o clima prejudica o revestimento das mucosas, aumentando os riscos de sintomas típicos de doenças respiratórias, como a respiração rápida, superficial e ofegante, desânimo, falta de apetite, tosse seca e corrimento nasal”.

Animais que ficam mais ofegantes acabam dificultando a passagem dor ar, por isso é muito importante que os tutores proporcionem condições para que eles não adoeçam como manter os seus animais hidratados, deixando água fresca e limpa disponível o tempo todo, e diminuir a secura do ambiente.

"Para melhorar o clima dentro de casa, os responsáveis dos pets podem espalhar pelos ambientes bacias e recipientes com água, além de usar sem excesso e com cautela o umidificador. Toalhas molhadas também são ótimas para melhorar a secura e beneficiar o local”.

Manter o calendário de vacinação do animal em dia também é fundamental, já que as vacinas auxiliam a reforçar o sistema imunológico dos pets e previnem diversas doenças.


Baixa umidade do ar, típica dessa época do ano, prejudica também a saúde dos pets


Bem-Estar

Dentes frágeis podem se recuperar, sim!

Dor, sensibilidade e lesões são alguns reflexos dos dentes enfraquecidos

A fragilização dos dentes pode ocorrer de muitas formas e por muitos fatores acumulados. Resultado de bruxismo, má escovação, infecções bucais, alimentação irregular e restaurações malsucedidas, os dentes podem perder gradativamente o esmalte e ficar mais suscetível a proliferação de bactérias, cáries e infiltrações. Em muitos desses casos, os dentes frágeis podem ser recuperados com restaurações feitas por um profissional aliados à higienização diária.

Ocasionado, principalmente, pelo estresse do dia a dia, o bruxismo é o tensionamento da arcada dentária durante o sono. Como é um ato involuntário, muitas vezes o paciente só se dá conta do problema quando já existem fissuras, fraturas e desgastes nos dentes. Outra causa comum para o enfraquecimento dentário é a má escovação. Quando se deixa de escovar os dentes após as refeições ou por um longo período de tempo, as bactérias bucais se multiplicam e eclodem como cáries, que provocam buracos nos dentes e a perda do esmalte.

O primeiro passo da recuperação dos dentes frágeis é o diagnóstico feito em consultório por um profissional. Segundo o mestre em implantodontia e pós-graduado em odontologia estética, Paulo Coelho Andrade, somente após a consulta o tratamento adequado e individualizado poderá ser traçado.

"Tratar com um bom especialista da área é de suma importância, pois cada pessoa precisa de um tratamento personalizado para seu tipo de problema”, pondera Paulo. Ele ainda explica que a escolha por um creme dental adequado, escova de cerdas macias ou extra macias e uso de fio dental, também são orientações importantes para os cuidados do dia-a-dia.

A mudança de hábitos também é de grande importância para recuperar dentes fragilizados. A começar por ingerir maiores quantidade de água durante o dia, pois ela ajuda na produção de saliva e limpeza dos dentes, removendo resíduos de alimentos e açúcares. Outra medida importante é adotar o consumo diário de fibras na alimentação, tanto contribuem para o sistema digestivo, quanto auxiliam na mastigação, evitando o acúmulo de resíduos nos dentes.

Nos casos que necessitem de intervenções mais invasivas, como enxertos e implantes, os cuidados pós-cirúrgicos indicados devem ser seguidos à risca para uma recuperação eficiente.

"Após cirurgias, recomenda-se que o paciente, nos dois primeiros dias, se alimente de comidas pastosas, líquidas e frias e evite alimentos ácidos. Durante os próximos sete dias, mantenha a mesma alimentação, podendo ser morna. É necessário também abster-se de atividades físicas neste período”, afirma Paulo. O importante acima de tudo, segundo ele, é manter uma rotina de higiene bucal assídua.


Causa comum para o enfraquecimento dentário é a má escovação


10 dicas para deixar seu cachorro feliz

Por que não transformar as ações rotineiras em atividades que os deixam felizes?

Assim como nós, os cães também precisam de horários e regras para o bom convívio social, mas nem por isso essas ações precisam ser chatas. Aliás, eles curtem muito fazer qualquer coisa com seus tutores, então, por que não transformar as ações rotineiras em atividades que os deixam felizes? Os cães adoram:

1. Música: Por conta da audição sensível, os cães adoram ouvir música. Canções provocam estímulos emocionais e sensoriais que trazem calma e segurança ao animalzinho;

2. Atenção: Quem é que não gosta de ser cuidado por quem ama? Cachorros, em sua maioria, são animais sociáveis, sentem emoções e elas influenciam diretamente em seu bem-estar. Tire um tempo para dedicar exclusivamente ao seu animalzinho;

3. Estímulo mental: Sabe aquela brincadeira de jogar a bolinha e seu cãozinho trazer? É a atividade mais antiga do mundo para quem tem um pet e não sai de moda nunca. Com esses exercícios mentais, o cão sente-se estimulado e feliz;

4. Boa alimentação: Todo mundo é mais feliz quando come bem, e com os cães não é diferente. Mantenha uma rotina de horário com uma dieta equilibrada e, eventualmente, adicione alguns petiscos de boa qualidade;

5. Brinquedos: Um objeto novo é sempre bem-vindo e traz felicidade. Principalmente aqueles jogos que soltam pedaços de ração/petisco, em que a recompensa é imediata ou, em caso de cães mais despertos, brinquedos que façam barulho. Pets, mesmo mais idosos, gostam bastante de serem estimulados com brincadeiras;

6. Exercício: Cada raça tem suas características, e é preciso estar atento antes de levar seu cão para fazer atividades físicas. Mas, após o aval do veterinário, coloque essa programação na agenda. Exercícios regulares fortalecem a musculatura e trazem sensação de bem-estar ao animal;

7. Socializar: Permitir que seu cãozinho tenha contato com pessoas que não sejam da casa e principalmente com outros cães auxilia para que não tenha medo ou problemas de comportamento. É importante começar a fazer isso desde que são filhotes, logo que estiverem liberados para passear;

8. Conforto: Quer coisa mais gostosa do que deitar em um ambiente aconchegante depois de um dia intenso de atividades? Eles também adoram. Deixe sempre a área de descanso limpa, com os objetos, tapetes ou cobertas favoritos do animalzinho e longe do local onde comem e de onde fazem suas necessidades fisiológicas;

9. Viajar: Ao contrário do que muitos pensam, cachorros adoram viajar e acham que são parte da família – e têm toda razão! Lembre-se de que você tem amigos e conhecidos. O cão tem apenas você. Por isso, leve-o consigo sempre que possível. Eles gostam muito de estar em companhia das pessoas que ama e vão se divertir muito, mas não esqueça de consultar o veterinário antes da viagem;

10. Dormir com você: Isso mesmo! Cães sabem que aquele espaço é íntimo, pessoal e "seu cantinho”. Quando você permite que ele faça parte desse mundo, vai se sentir amado e muito querido. Não precisa ser todas as noites, mas, eventualmente, permita esse carinho.



SOS Pets realiza feira de adoção neste sábado, em Assis

Evento acontece das 10h às 16h

A SOS Pets realiza neste sábado, 28, mais uma feira de adoção, em Assis. Estarão disponíveis cães e gatos resgatados pela entidade e que buscam um novo lar.

O público também poderá aproveitar os brinquedos de recreação, pipoca, brindes e ofertas especiais nas linhas Max Total Alimentos.

Aqueles que adotarem algum dos pets disponíveis irão ganhar um brinde especial! Lembrando que a adoção deve ser feita de maneira responsável.

O evento será realizado no estacionamento do Avenida Max, localizado na Avenida Dom Antônio, 1600, na Vila Tênis Clube. O horário é das 10h às 16h.

Para mais informações, acesse a página da SOS Pets.



Renato Piovan

Após recesso parlamentar, Congresso deve permanecer vazio devido à campanha eleitoral

CHARGE - Renato Piovan

Por Renato Piovan*

Após o recesso parlamentar que se iniciou em 18 de julho e vai até o dia 31, a Câmara dos Deputados e o Senado vão reduzir o número de sessões de votação no segundo semestre porque deputados e senadores vão se dedicar à campanha eleitoral nos seus estados.

O cronograma de votações nos plenários de Câmara e Senado no segundo semestre ainda não foi divulgado. Mas um calendário prévio já foi enviado às assessorias parlamentares.

Na Câmara, por exemplo, as sessões do chamado "esforço concentrado" para votações podem ser marcadas para três semanas em agosto.

No Senado as votações devem ocorrer em apenas duas semanas de agosto (a segunda e a última) e em pelo menos uma semana de setembro, o que ainda também não foi definido.



Bem-Estar

Você está limpando a sua casa da maneira certa?

Varrer o chão, passar pano, limpar as superfícies... A faxina pode ser intensa, mas é preciso adotar algumas medidas para que a casa fique realmente limpa

Por mais que muita gente fuja da faxina, é difícil encontrar alguém que se sinta bem em um ambiente todo sujo, não é verdade? Por isso, mesmo que limpar a casa não seja nossa atividade preferida, acabamos tendo que dedicar um bom tempo a ela.

Afinal, além de deixar o ambiente mais organizado e apresentável, a limpeza da casa é um cuidado imprescindível para a conservação da saúde dos moradores, especialmente quando um membro da família é alérgico.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas e curiosidades para que você possa cuidar da sua casa de uma forma realmente eficiente. Confira:

1. A poeira doméstica é a grande desencadeadora da rinite alérgica

Muito mais do que apenas pó, a poeira doméstica é composta por células que se desprendem da pele das pessoas e dos animais, pedaços e fezes de insetos (principalmente baratas), mofo, resíduos de poluição, restos de produtos químicos etc.

O grande problema dessa mistura é que ela é o alimento preferido dos ácaros, criaturas microscópicas responsáveis por 80% das alergias respiratórias como rinite e asma.

Um detalhe que deixa tudo ainda pior: na verdade, não são esses seres em si que causam as alergias, mas sim suas carcaças em decomposição e suas fezes, que são ainda mais leves e ficam pairando pelo ar.

Por isso, nossos esforços para limpar a casa devem ir além de simplesmente deixar tudo cheirosinho, pois é essencial combater o acúmulo da poeira doméstica.

2. Vassoura e espanador de pó não são suficientes

Embora a vassoura e o espanador sejam praticamente sinônimos de faxina, esses dois objetos não são suas melhores escolhas na hora de limpar a casa. O motivo para isso é que, ao utilizá-los, acabamos espalhando a poeira doméstica pelo ar.

Enquanto sujidades maiores realmente podem ser recolhidas por uma vassoura e uma pazinha, grãos de poeira, fragmentos de ácaros e outros resíduos de dimensões reduzidas não são capturados e ficam suspensos no ambiente – e podem ser aspirados por qualquer pessoa.

Por isso, a vassoura e o espanador devem ser substituídos ou pelo menos complementados pelo pano úmido, seja apenas com água ou com um produto específico para cada tipo de superfície.

3. O aspirador de pó ajuda, mas não é qualquer modelo que serve

Já que a vassoura e o espanador não são de grande utilidade na limpeza da casa, você pode substituí-los por um aspirador de pó, certo? Errado! Na verdade, modelos mais antigos ou de baixa qualidade podem deixar o ambiente ainda mais sujo ao levantar uma nuvem de poeira.

Isso acontece quando o ar é aspirado pelo aparelho, mas não fica totalmente contido no filtro. Para evitar esse problema, a dica é apostar em aspiradores de pó do tipo "HEPA selado” e "HEPA verdadeiro”, que contam com um filtro de malha bem fechada.

Contudo, não se engane com modelos que trazem apenas a nomenclatura "HEPA” ou "tipo HEPA”, pois eles podem acabar deixando uma parte do ar e dos resíduos aspirados voltarem ao ambiente – e você só vai ter perdido tempo ao passá-lo pela casa.

4. Dormindo com o inimigo: o perigo do colchão

Se você simplesmente adora relaxar na sua cama, saiba que os ácaros também são grandes fãs do seu colchão – tanto que ele pode abrigar cerca de 200 mil dessas criaturas.

Isso acontece porque o colchão reúne tudo aquilo que essas criaturas mais gostam: células que descamam da pele por causa do atrito com os lençóis, fungos, umidade proveniente do suor, temperatura mais elevada e um delicioso escurinho proporcionado pelas cobertas.

Dessa forma, quando nos sentamos ou deitamos na cama, o peso do corpo levanta uma verdadeira névoa formada por fezes e carcaças de ácaros, que são inaladas e despertam crises de rinite e asma alérgica.

Para evitar esse problema, a dica é utilizar uma capa anti-alérgica emborrachada no colchão, que evita o acúmulo de células mortas e umidade. Além disso, ele deve ser colocado no sol semanalmente e virado a cada 15 dias.

A capa anti-alérgica e a exposição ao sol são medidas que também devem ser adotadas para os travesseiros, que devem ser substituídos a cada dois anos (pois dois terços do seu peso serão compostos por ácaros nesse tempo!).

5. Facilite sua vida se livrando dos acumuladores de pó

Você já sabe que a poeira doméstica é a grande vilã da limpeza, certo? Por isso, uma boa dica é substituir ou se livrar de tudo aquilo que tende a acumular pó, facilitando o seu trabalho.

Trocar carpetes por piso liso, utilizar edredons no lugar de cobertores, jogar fora revistas e papéis velhos e ter o mínimo possível de objetos de decoração e bichos de pelúcia pela casa são algumas das medidas que você pode adotar para isso.

6. Tenha mais qualidade no ar na sua casa

Por mais que a limpeza seja contínua e caprichada, é praticamente impossível se livrar de todas as partículas de sujeira ou impedir que elas entrem no ambiente. Dessa forma, é importante contar com um "auxiliar” nessa tarefa.

Estamos falando dos purificadores de ar, especialmente aqueles que dispensam os filtros e aumentam a qualidade do ar da casa ao destruir ácaros, fungos, bactérias e outras partículas por meio do calor, além de neutralizar odores como o de fumaça de cigarro e de animais.

Para aproveitar o potencial desse aparelho ao máximo, escolha um modelo que possa ficar ligado o dia todo sem estragar e sem causar um grande impacto na conta de luz, como o purificador de ar da Sterilair. Assim, você ganha um "vigilante” a favor da limpeza!


A poeira doméstica é a grande desencadeadora da rinite alérgica


Bem-Estar

5 brincadeiras da sua infância que vão ajudar no desenvolvimento do seu filho

Psicopedagoga especialista em educação fala sobre essas brincadeiras e seus benefícios para os pequenos

O ato de brincar tem um papel fundamental para o crescimento biopsicossocial das crianças. É nesse momento que elas se desenvolvem, exploram características de personalidade, fantasias, medos, desejos, criatividade e elaboram o mundo exterior a partir de seu campo de visão.

Para Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga especialista em educação e educação especial, a criança precisa experimentar, ousar, tentar e conviver com as mais diversas situações.

Brincar com outras crianças, com adultos, com objetos e com o meio. E para te ajudar nessa tarefa, a especialista separou cinco brincadeiras bem tradicionais que podem ajudar no desenvolvimento dos pequenos.

Stop – Separem canetas e folhas de papel. Agora escolham as categorias, por exemplo, nome, animal, cor e frutas. Façam uma tabela com colunas e coloquem uma categoria em cada uma delas. Todos reunidos é vez de falar "o stop” e cada um coloca a mão com quantos dedos quiser (um, dois, cinco). O número total é a letra do alfabeto da jogada (13 equivale a letra M). Todos escrevem em suas tabelas, o mais rápido possível, palavras que comecem com a letra escolhida e se encaixem naquela categoria. Quem terminar de preencher primeiro diz "stop” e todos param. Feito isso, é só contabilizar 5 pontos para palavras repetidas e 10 pontos para palavras diferentes. Vence quem tiver o maior número de pontos ao final da tabela. Palavra da especialista: Stop é um clássico. Brincando você trabalha a interação e a comunicação. Você ajuda a criança a desenvolver habilidades como raciocínio, memória, agilidade, espírito de competição e liderança.

Amarelinha – Joga, pula, agacha e pega a pedrinha! Tudo isso sem pisar na linha, é claro. Para brincar de amarelinha, desenhe um caminho no chão e divida-o em casas numeradas de 1 a 10. Jogue a pedrinha em ordem numérica, primeiro o 1, depois o 2 e assim por diante – vale lembrar que a criança não pode pisar na casinha que estiver com a pedrinha – ela deve pular, sem pisar nas linhas, até o final do trajeto. Ao chegar, deve retornar, apanhar a pedrinha e recomeçar, dessa vez, atirando a pedra na segunda casa e depois nas seguintes até passar por todas. O participante não pode pisar, perder o equilíbrio ou jogar a pedra na risca nem atirá-la fora da risca. Se isso acontecer, ele volta para o início. Vence quem completar o caminho primeiro. Palavra da especialista: Com a amarelinha, a criança trabalhada a questão de lateralidade, seu equilíbrio, a matemática, a lógica e a compreensão do que deve ser feito.

Passa Anel – Tudo que você vai precisar aqui é de um anel e um espaço para sentar com os pequenos. Para começar o jogo, uma criança fica com o anel, enquanto as outras do grupo se sentam uma ao lado da outra com os braços apoiados no colo e com a palma das mãos unidas. A criança com o anel, deve passa-lo entre a palma das mãos dos amiguinhos. Quando resolve parar, abre as mãos mostrando que estão vazias e pergunta para um dos participantes: "Com quem está o anel?". Se ele acertar, será o próximo a passar. Se errar, quem recebeu o anel é quem passa. Palavra da especialista: Com essa brincadeira as crianças desenvolvem o trabalho em equipe, além do respeito ao próximo, já que ele tem que esperar a resposta e a participação de cada colega.

Bolinha de gude – Para brincar de bolinhas de gude, primeiro, cava-se um buraquinho, conhecido como poça. Ao acertar a bolinha dentro do buraco, o participante ganha o direito de lançar sua bolinha contra as dos adversários. As bolinhas atingidas são conquistadas. Se errar, a vez passa para o próximo. O jogo acaba quando um participante conseguir pegar todas as bolinhas do adversário. Palavra da especialista: Aqui a criança aborda questões de lateralidade já que o objetivo do jogo é acertar as bolinhas no buraquinho cavado, envolve um pouco das habilidades matemáticas para somar ou subtrair as bolas. Conhecer o momento em que ganhou e perdeu no jogo.

Pular elástico – Essa brincadeira é clássica, e vai ficando mais difícil com a altura, que começa nos calcanhares e vai até o pescoço. O ideal é que duas crianças fiquem 2 metros afastadas uma da outra, enquanto a outra se posiciona no centro do elástico para fazer todos os movimentos da cantiga. Pode pular com os dois pés em cima do elástico, com os dois pés fora dele, saltar com um pé só e depois com o outro. Se errar, o participante troca de posição com um dos colegas que estão segurando o elástico, vence que conseguir pular mais alto. Palavra da especialista: Essa brincadeira ajuda os pequenos a trabalhar com os movimentos do corpo, mobilidade e flexibilidade, além de servir como um exercício.


Com a amarelinha, a criança aprende sobre lateralidade, equilíbrio, matemática e lógica


Bem-Estar

Pele seca? Dermatologista dá dicas de cuidados para os dias frios

Banhos muito quentes e o uso de produtos que tenham álcool na composição devem ser evitados

A mudança do clima é um período de grande preocupação com os resfriados e gripes. Mas e a nossa pele? Como devemos cuidar? Quando surgem alterações na temperatura e na umidade do ar, a pele é afetada e pode ficar mais seca, principalmente na área do rosto e das mãos. A dermatologista Fernanda Seabra, da Aliança Instituto de Oncologia, tem várias dicas para manter a pele com saúde nos dias mais frios.

Para começar a rotina de cuidados, o protetor solar deve ser um aliado diário. "Além de proteger a nossa pele dos efeitos adversos dos raios ultravioletas, principalmente o câncer de pele, o protetor solar age também contra o ressecamento. Fórmulas com ingredientes hidratantes e FPS ajudam na hidratação cutânea, seu uso deve ser feito a cada 3 horas, mesmo em dias nublados", ressalta.

Ela explica que a pele seca, ainda mais que a oleosa, precisa de cuidados constantes. "A pele seca é sensível, áspera, menos elástica e sofre com mais facilidade irritações externas, como o clima. Para restaurar o equilíbrio da hidratação, a pele seca precisa de cuidados certos, com cremes faciais, óleos vegetais e substâncias que contenham afinidade com a água. Elas ajudam a barreira cutânea, preservam a umidade e o viço da pele", pontua Fernanda.

A dermatologista acrescenta que o envelhecimento também está entre as causas da pele seca. "À medida que envelhecemos, nossas glândulas trabalham em um ritmo mais lento, deixando a nossa pele com menor quantidade de óleo e umidade, facilitando o aparecimento de rugas. Desse modo, quanto mais velhos ficamos, mais seca é a nossa pele", destaca.

Confira dicas da dermatologista para manter a pele hidratada:

1.Evite tomar banhos prolongados e com água muito quente, a temperatura não deve estar acima de 38 °C;
2.Evite usar de produtos como tônicos e sabonetes que contenham álcool, eles dissolvem os óleos naturais da pele;
3.A limpeza do rosto deve ser feita com delicadeza! Evite o uso excessivo de esfoliantes, eles podem ser agressivos e ressecar a pele ainda mais. Não use bucha na limpeza;
4.Evite exposição excessiva ao sol;
5.Tenha uma dieta equilibrada, se hidrate adequadamente: beba água! Durma cedo: sono é um elemento importante na saúde da pele;
6.A água é um elemento essencial para se ter uma pele hidratada, sempre lave o rosto antes de usar o hidratante, e aplique-o com a pele ainda úmida. Isso ajuda a absorver mais a água;
7.Utilize loções de limpeza hidratantes e aplique creme hidratante após a limpeza. Massageie o creme na sua pele, isso estimulará a produção de óleos naturais.


Para começar a rotina de cuidados, o protetor solar deve ser um aliado diário


Renato Piovan

Após Copa, Neymar sofre desvalorização, mas segue como o jogador mais caro do mundo

CHARGE - RENATO PIOVAN

Neymar não fez uma grande Copa do Mundo e perdeu valor de mercado, de acordo com informações da PLURI Consultoria. O jogador do PSG sofreu uma desvalorização de 11,1%. O valor dele caiu de 197,3 milhões de euros para 175,4 milhões de euros, o equivalente a R$ 789 milhões.

Neymar, agora, é seguido de perto pelo jovem atacante Mbappé, que sofreu uma valorização de 44,4% após conquistar o título mundial com a França. O também jogador do PSG está avaliado em 170,7 milhões de euros (cerca de R$ 770 milhões).

Na terceira colocação (entre os mais valiosos do mundo) aparece o argentino Lionel Messi que, assim como Neymar, sofreu uma desvalorização por conta das atuações abaixo do esperado na Copa. O valor de mercado do craque do Barcelona caiu 21%. Agora, ele vale 161,8 milhões de euros (cerca de R$ 730 milhões).

Cristiano Ronaldo foi outro jogador a sofrer desvalorização (26,4%). O valor de mercado do gajo caiu de 149,1 milhões de euros para 109,7 milhões de euros, o equivalente a R$ 494 milhões.



Inverno: seu pet necessita de cuidados redobrados

A médica veterinária Caroline Mouco Moretti dá dicas para proteger cães e gatos na estação mais fria do ano e prevenir doenças relacionadas ao inverno

No inverno os pets precisam de atenção e cuidados redobrados. Devido à queda da temperatura e a diminuição da umidade do ar, é nesse período que muitos cães e gatos podem sofrer com doenças relacionadas ao inverno como, por exemplo, a gripe canina para os cães e rinotraqueite felina para os gatos: ambas são doenças respiratórias.

De acordo com Caroline Mouco Moretti, médica veterinária e diretora clínica do Grupo Vet Popular, as vacinas são importantíssimas para manter o animal saudável durante o ano todo e principalmente no inverno.

Evitar passeios nos dias muito frios e banhos muitos frequentes principalmente nos animais mais idosos é importantíssimo. "O ideal é passear com os cães em horários que estejam mais quentes entre as 11h e às 15h, por exemplo”, explica a veterinária.

Na hora de dormir, é importante que o tutor deixe o cantinho do seu animal bem aquecido. "A dica é colocar um cobertor ou colchão para ele dormir, evitando contato direto com o chão”, ensina a especialista. A médica veterinária destaca ainda que com o frio, os pets bebem menos água e correm risco de ficar desidratados, por isso aconselha aos donos que coloquem mais potes de água pela casa, facilitando assim a hidratação deles.

Para os animais que possuem pelos ralos ou curtos e que estão acostumados com tecidos, a roupinha é uma boa opção para mantê-los aquecidos.. "Caso opte por roupas, dê preferência a peças com as quais o seu cão esteja acostumado e se sinta livre para brincar e fazer suas necessidades”, ressalta Caroline.

Já os animais que possuem pelos grandes e longos, segundo a médica veterinária, é preciso que o tutor tome muito cuidado com roupas, já que para esse tipo de pet, o tecido pode atrapalhar ao invés de ajudar. "O animal com pelos longos que utiliza roupa desenvolve nós, que não secam direito no banho, gerando fungos e bactérias, causando inclusive uma dermatite”. Caroline reforça ainda que caso os nós ocorram, o cachorro deverá ser tosado, o que o deixará mais exposto ao frio.

Além do cuidado especial no inverno, os animais de estimação merecem atenção redobrada durante o ano todo já que os cães e gatos estão suscetíveis a uma gama muito grande de doenças infecciosas virais, bacterianas, parasitárias, autoimunes e as doenças adquiridas. Segundo a diretora clínica do Grupo Vet Popular, algumas delas são chamadas de zoonoses, doenças que são transmitidas para o homem através dos animais como leptospirose, toxoplasmose, dipilidiose, raiva, salmonelose e dermatomicoses. "Para evitarmos que nossos cães e gatos não tenham doenças que possam ser transmitidas a nós e nossos familiares temos que manter a vacinação, vermifugação, antipulga, anticarrapaticida e as visitas ao médico veterinário em dia.”, finaliza.


Na hora de dormir, é importante que o tutor deixe o cantinho do seu animal bem aquecido


Bem-Estar

Calvície feminina: entenda mais sobre a doença

Especialista fala sobre a perda significativa de cabelo, causas e tratamentos

Você sabia que alopecia androgenética, conhecida como calvície, também ameaça a vaidade feminina? De acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo, 50% das mulheres têm alguma queixa relacionada à queda de cabelos.

O dermatologista do Hospital Dom Alvarenga, João Vicente Carneiro Felici, explica que a rarefação capilar ou queda de cabelos, popularmente dita, envolve todo o couro cabeludo e pode também ser percebida em outras regiões do corpo, por exemplo, pelos pubianos e axilares.

Segundo o especialista, as causas comuns em mulheres podem ocorrer por hereditariedade, alterações hormonais após a puberdade, além da história familiar que também influencia. "No início é denominado eflúvio telógeno, que significa queda de cabelo, associando-se ao stress, dano ao couro cabeludo por auto agressão, infecção grave, hipo ou hipertireoidismo, dietas altamente restritivas e uso de algumas medicações”, explica o dermatologista.

João alerta que sempre que ocorrer perda de cabelo significativa deve se procurar um especialista para o diagnóstico preciso, diagnóstico diferencial e tratamento específico para a doença. O dermatologista do Hospital Dom Alvarenga destaca ainda que casos persistentes de queda por mais de seis meses, podem necessitar de uma biópsia.

Segundo Felici, é importante lembrar que a alopecia tem repercussões psicoemocionais, ocasionando sentimentos negativos, que podem contribuir para o aumento do nível de stress. Em algumas situações, pode ser necessário o acompanhamento psicológico também.

Em relação aos tratamentos, o médico ressalta que é necessário excluir doenças sistêmicas, caso não haja, há tratamentos diversos para melhora do quadro específico e alguns são curáveis. "Na alopecia androgenética feminina, pode ocorrer hiperandrogenia (distúrbio endócrino comum das mulheres) e neste caso, as pacientes podem se beneficiar com contraceptivos orais”.

Para cada uma das causas há um tratamento específico ."Tratamentos mais novos incluem a restituição cirúrgica, retalhos, implante capilar, carboxiterapia e intradermoterapia, entre outros”. O especialista lembra que existem diversos casos de calvície feminina e alguns são crônicos, por isso tudo deve ser acompanhado por um médico. "A confiabilidade e a ótima relação do médico e paciente, para opção de tratamento, é muito importante”, finaliza João Felici.


Sociedade Brasileira do Cabelo afirma que 50% das mulheres têm alguma queixa relacionada à queda de cabelos


Bem-Estar

Vacinação é responsabilidade de todos

Devemos lembrar que as vacinas estão entre as principais conquistas da humanidade


*Por Profª Drª Ivana Maria Saes Busato


Algumas doenças já erradicadas estão com grande risco de voltar ao Brasil, como a poliomielite e o sarampo. Embora essas doenças, que podem ser evitadas por vacinação, tenham se tornado raras em muitos países, seus agentes infecciosos continuam a circular em algumas partes do mundo. Com a globalização, esses agentes podem atravessar fronteiras geográficas e infectar qualquer pessoa que não esteja protegida.

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, a vacinação infantil se tornou obrigatória no Brasil desde os anos 1970. No entanto, dados do Ministério da Saúde divulgados no segundo semestre de 2017 mostram que a taxa de imunização foi a pior dos últimos 12 anos: 84%, ante a meta de 95%, recomendada pela OMS.

O site do Ministério da Saúde tem alertado sobre as baixas coberturas vacinais, principalmente em crianças menores de cinco anos – o que acendeu uma luz vermelha no país. Em reunião com representantes de estados e municípios, o Ministério da Saúde alertou que 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal abaixo de 50% para a poliomielite.

Devemos lembrar que as vacinas estão entre as principais conquistas da humanidade, pois protegem de muitas doenças causadas por vírus e bactérias e são consideradas recursos indispensáveis para saúde individual e coletiva. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 2 e 3 milhões de mortes sejam evitadas a cada ano pela vacinação.

Para continuar essa discussão, é importante entender como as vacinas funcionam. Bactérias e vírus, quando invadem nosso organismo, atacam as células e se multiplicam, provocando o que chamamos de infecção. As vacinas estimulam o sistema imunológico do nosso organismo a produzir anticorpos, que são proteínas específicas para cada tipo de doença. Consideradas a maneira mais eficaz de controlar e até erradicar doenças, as vacinas protegem a população durante toda a vida.

Mas por que uma parte da população está deixando de vacinar os seus filhos? Dados do Departamento Científico de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) apontam que a parcela da população contrária à vacina faz parte, curiosamente, de classes sociais mais altas. Na maioria dos casos, essas pessoas defendem a causa por questões religiosas, modismo ou naturalismo. Mas não são apenas crenças. O receio que as vacinas provoquem reações adversas é o principal motivo.

Para quem ainda tem dúvidas sobre a eficácia das vacinas, reforçamos que elas são seguras. Suas reações geralmente são pequenas e temporárias, como um braço dolorido ou uma febre ligeira. Eventos graves de saúde são extremamente raros e cuidadosamente monitorados e investigados.

Os programas de vacinação nacionais estão entre os mais bem-sucedidos do mundo, contudo, seu sucesso depende da cooperação de cada indivíduo para assegurar o bem comum. Não devemos apenas confiar nas pessoas ao nosso redor para impedir a propagação da doença. Nós também temos o dever de assumir essa responsabilidade e convocar toda a sociedade.

Devemos lembrar também que cuidados com a higiene, lavagem frequente das mãos e uso de água limpa ajudam a proteger as pessoas de doenças infecciosas, mas não garantem que elas não se espalhem. Portanto, a melhor opção sempre será vacinação para garantir a saúde de todos.

A responsabilidade de vacinar é de todos. Uma decisão que envolve pais ou responsáveis pelas crianças, sociedade e governo. Caso os programas de imunização sejam interrompidos, ou a cobertura vacinal não alcance as metas de erradicação, as doenças até hoje controladas por vacina podem retornar, com potencial de epidemia.

*Profª Drª Ivana Maria Saes Busato é coordenadora do Curso Superior Tecnológico em Gestão de Saúde Pública do Centro Universitário Internacional – UNINTER.

Cami Couture lança 4 modelos de vestido para aluguel com ótimos preços

Os modelos foram produzidos com muito amor e transparência

Bom dia amores !!!

Hoje a segunda começa com uma forte tendência que tem conquistado o coração das mulheres!!!

TRANSPARÊNCIA. Sim! Vestidos de festa com rendas e tules tem ganhado espaço no guarda - roupa de muitas formandas, madrinhas, debutantes e até noivas!

Pra hoje escolhi postar 4 vestidos lindos todos feitos aqui na Cami Couture com muito amor e transparência!!!

Lá vai



Vestido todo em renda coral, corpo e manga transparentes com forro curtinho. Maravilhoso !


Usamos o barrado no busto e nas costas pra fazer um lindo decote e também na barra para um acabamento perfeito.



Detalhes únicos!


Todo Rosa bebê com transparência na cintura e leve decote V nas costas esse vestido é especial!


Uma cor muito querida pelas debutantes e madrinhas. Na frente usamos uma aplicação de bordados que o deixa único.


Nas costas um sútil decote V . Vestido sofisticado e muito especial !


Um pretinho nada básico. Esse vestido é simplesmente incrível!!! Veste bem, tem leveza e muito brilho !!!


Fenda, decote e transparência em um único vestido. Sofisticado e ousado.


Agora vamos pro amarelinho todo bordado em pérolas.


Lindo de viver com esse decote trabalhado em barrados de renda ele está estonteante!


Nas costas um belo decote.


Nos detalhes a transparência com aplicação de renda, desenhando o corpo.

Eai amores, gostaram dos vestidos com transparência ? Esses e muitos outros modelos você encontra aqui na Cami Couture !

E quer saber do melhor? Preparamos uma supresa super especial pra você, que me acompanha aqui no blog! Todos os vestidos desse post estão disponíveis para aluguel aqui no nosso atelier com um valor especial, apenas R$400,00! Isso mesmo, somente R$400,00, pois demos um bônus de R$100,00 pra vocês, que me acompanham!!!

Meninas meu email é camiestilistabr@gmail.com e estou a disposição para tirar suas dúvidas e também receber sugestões !!!

Espero vocês no atelier , venham me fazer uma visita, agende já (18) 99733 5180.

Meu atelier fica na Rua Orozimbo Leão de Carvalho, 204 em Assis SP, e você pode agendar direto comigo pelo Whats (18) 99733 5180.
Instagram do atelier: @camicoutureassis
Instagram Camila Corrêa: @camiestilista

Bem-Estar

Compostagem doméstica: fácil e sustentável

Especialista ensina a realizar em casa o processo de transformação do lixo orgânico em adubo

A compostagem é o processo de reaproveitamento da matéria orgânica encontrada no lixo, na intenção de transformá-la em uma fonte de nutrientes que quando misturada a terra funciona como fertilizante. A técnica muito utilizada em grande escala na agricultura também pode ser reproduzida domesticamente e aplicada em plantas, hortas e jardins.

Para Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores, maior floricultura e Garden Center do Sul do país, o processo de compostar é um grande aliado no cuidado com o meio ambiente, pois colabora com a redução dos resíduos orgânicos produzidos em residências.

"A compostagem permite que restos de alimentos e outros tipos de sobras orgânicas sejam reaproveitadas contribuindo com a diminuição do volume de compostos descartados em lixões. Além de evitar a utilização de fertilizantes sintéticos”, explica Bruno.

O especialista ainda alerta que é preciso ter cuidado com os resíduos utilizados. "Nem todos os restos orgânicos podem ser utilizado na compostagem. Lixo comum, restos de carne, laticínios e óleos não são indicados. Já restos de verduras e legumes, cascas de frutas, borras de café, cascas de ovos e serragem são ideais”, detalha.

Passo a passo para montagem da composteira caseira

O processo de compostagem doméstica é simples e exige apenas 3 caixas plásticas escuras (sendo uma com tampa), folhas secas e galhos pequenos e cerca de 100 minhocas. "As caixas serão empilhadas em três níveis. Nas duas caixas superiores será feira a compostagem, elas devem ter pequenos furos que serão responsáveis pela comunicação entre uma caixa e outra. A caixa inferior será utilizada apenas para coletar o resíduo líquido orgânico”, explica Esperança.

O primeiro passo é forrar o fundo da caixa superior com as folhas secas e pequenos galhos ou serragem. Esta primeira camada vai funcionar como dreno para a composteira. Em seguida deve-se colocar a terra com minhocas e logo acima os resíduos orgânicos. É importante que os resíduos sejam cobertos com outra camada de folhas secas para contribuir com oxigenação.

Depois disso é só fechar a caixa e fazer depósitos diários até que ela seja preenchida. Assim que estiver completa basta passar essa caixa para baixo e subir uma vazia para recomeçar o processo. Não sendo necessário inserir novas minhocas. "Após três meses em média, já é possível coletar o húmus que pode ser utilizado como adubo. Na última caixa ficará acumulado o resíduo líquido orgânico. Diluído ele pode ser usado para regar plantas e hortas”, completa o especialista.

Mais informações no site www.esal.com.br, na página da empresa no Facebook (www.facebook.com/Esalflores) e pelo telefone (41) 3091-0403.


Processo de compostar é um grande aliado no cuidado com o meio ambiente


Renato Piovan

Inflação de junho foi de 1,26%, maior para o mês em 23 anos

CHARGE - Renato Piovan

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou o mês de junho com alta de 1,26% ante um avanço de 0,40% em maio, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado foi o mais elevado para o mês desde 1995, quando subiu 2,26%, segundo o IBGE. A taxa de junho deste ano foi a primeira acima de 1% desde janeiro de 2016, quando o IPCA estava em 1,27%.

Embora a greve dos caminhoneiros, em maio, tenha pressionado a inflação de junho, foi o aumento na conta de luz que mais pesou no IPCA do mês, informou o IBGE. A energia elétrica subiu 7,93% em junho, praticamente o dobro do aumento de 3,53% registrado em maio, o item de maior impacto individual no IPCA do mês, uma contribuição de 0,29 ponto porcentual para a taxa de inflação de 1,26%.




Estilista de Assis lança editorial de moda noiva

Cami Couture produziu quatro vestidos maravilhosos para noivas únicas

Bom dia amores !!!

Hoje trago fotos do editorial COM AMOR, clicado por @desippp. Foram usados 4 vestidos de noiva únicos para essa produção!


Muito tule, rendas, barrados, flores e pedrarias.


Vestido lindo de corte sereia todo em renda pérola.


O diferencial fica pra manga, bem ampla. Um modelo único para uma noiva sofisticada. No detalhe nossa coroa toda em cristais pra te fazer brilhar no grande dia.


Nas costas um generoso decote V arrematado por um barrado de renda que deixa o vestido ainda mais maravilhoso.


Todo trabalhado nos mínimos detalhes esse vestido traz muita delicadeza. É leve e lindo! Rendas com flores e barrado desenham o corpo todo.


Mais de perto os detalhes da renda e a manga toda bordada com pérolas no tule francês.


A saia é ampla toda em Tule também, dando leveza ao modelo. Ao lado um vestido frente única todo transparente para uma noiva ousada.


Trabalhado com tule, usamos uma renda bordada para marcar a cintura e aplicações no busto. Nas costas o decote arrematado por um lacinho.


Um vestido todo de babados com corpo de renda bordada no tule.


Para uma noiva super romântica, flores feitas a mão por nos para valorizar o penteado.


A opção de uma mantilha maravilhosa pra deixar a produção ainda mais sofisticada


Esse e mais modelos voce encontra em na Cami Couture. Alta costura sob medida para noivas, Madrinhas, Debutantes, formandas, convidadas. Ótimos preços, tudo em um só lugar: tecidos, pedrarias, véus, coroas, tudo que você precisa para o seu grande dia !

Agende já!

Meu atelier fica na Rua Orozimbo Leão de Carvalho, 204 em Assis SP, e você pode agendar direto comigo pelo Whats (18) 99733 5180.
Instagram do atelier: @camicoutureassis
Instagram Camila Corrêa: @camiestilista

Beijos da Cami!!

AGRADECIMENTOS: @desippp , que clicou todas as fotos e preparou o espaço. Ela não é fotógrafa, é artista. Obrigada Desi, pelo seu profissionalismo, competência, e por ser única. Ninguém melhor que você para registar esse trabalho.
Ao Atelie Lidiane Morita que fez toda produção. Vocês sempre arrasam.
As lindas modelos : Luma e Larissa, vocês são maravilhosas obrigada pelo carinho.

Animais de estimação tem regras em viagem nos ônibus intermunicipais em SP

Existem regras no transporte do animal que devem ser cumpridas

Bicho também sai de férias. Com a chegada do inverno a programação de viagem de muitos turistas inclui os animais de estimação. Atenta aos direitos dos amiguinhos do nosso cotidiano, a Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) disciplina o transporte de animais domésticos no Transporte Rodoviário de Passageiros no Estado de São Paulo. Cada ônibus intermunicipal pode transportar até dois bichinhos e, como são realizadas aproximadamente 5 mil viagens diárias no Estado, os pets podem ocupar 10 mil vagas nos ônibus intermunicipais.

Mas existem regras no transporte do animal que devem ser cumpridas (veja no link a portaria completa: http://goo.gl/VPeDPT). A primeira delas diz respeito à saúde do bicho. É obrigatória a apresentação, no ato do embarque, do Atestado Sanitário, que tenha sido emitido em no máximo 03 (três) dias antes da viagem, por médico veterinário devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária da Unidade Federativa de origem do animal, com destaque para a comprovação de imunização anti-rábica.

Outras condições também devem ser obedecidas. Animais que por seu tamanho, ferocidade, peçonha ou saúde prejudiquem os demais passageiros de alguma forma, são impedidos de embarcar. O pet, com no máximo, 8 quilos de peso, deve ser acondicionado em recipiente apropriado para o transporte, isento de dejetos, água e alimentos. Ou seja, ele deve estar em segurança e confortável, para garantir também a tranquilidade e segurança dos passageiros. Este recipiente, chamado de contêiner, específico para o transporte, tem características técnicas que devem ser observadas no ato de sua aquisição. Deve ser feito de fibra de vidro ou material similar resistente, sem saliências ou protuberâncias, à prova de vazamentos e com dimensão máxima de 41x36x33 centímetros. Nas paradas, o dono deve providenciar a higienização do contêiner.

O pet deverá ocupar um assento ao lado do seu dono. Assim, o proprietário do animal tem de comprar uma passagem adicional. Segundo a Portaria Artesp, são autorizados dois animais a bordo por viagem. A exceção é feita aos cães-guia. É direito do deficiente visual viajar com seu cão-guia independentemente do peso e do pagamento de tarifa. Esses animais devem ser transportados entre as pernas de seu dono.

No caso de animais silvestres, da fauna brasileira ou exótica, é necessário que seja apresentada autorização de trânsito do IBAMA, nos termos da lei.



SOS Pets convida para Cãominhada neste domingo, em Assis

Concentração terá início a partir das 8h

Para celebrar o início das férias escolares, em parceria com o Colégio Einstein, a entidade SOS Pets convida a população de Assis para participar de uma Cãominhada neste domingo, 8.

A concentração terá início a partir das 8h. Trata-se de uma oportunidade na qual os tutores e passeadores poderão levar seus animais para se exercitar em um dia de passeio e diversão.

A organização reforça que o uso de guia é obrigatório, assim como da sacolinha, já que não é legal deixar sujeira pelo caminho. Por conta do tempo seco, não esqueça sua garrafinha com água e o potinho para o seu cãozinho.

Para participar basta doar a partir de um quilo de ração para cães ou gatos, que serão doados para famílias assistidas e animais sob responsabilidade dos voluntários. As inscrições serão feitas no local, cujo endereço é Avenida Nove de Julho, 651, no Centro.

Para mais informações, acesse a página oficial da SOS Pets.



Bem-Estar

Saiba os cuidados necessários para deixar a casa sozinha com segurança nas férias de julho

Algumas medidas de precaução são importantes para evitar ações criminosas

Julho é o mês de férias escolares e muitos pais e adolescentes aproveitam o momento de descanso para viajar, curtir a família ou os amigos. Sabendo disso, muitos criminosos aproveitam para ficar de olho nas residências que estarão vazias, mesmo naquelas que ficam dentro de condomínios e que por um despreparo, podem sofrer com a criminalidade também. Mas saiba que com alguns hábitos simples podem ser mais suficientes do que que qualquer aparelho tecnológico para garantir a segurança.

Para pessoas que moram em condomínios (sejam de casas ou apartamentos), a dica é evitar, ao máximo, divulgar o itinerário de sua viagem para os outros. Agir com discrição pode impedir que pessoas mal-intencionadas saibam que o lar está vazio. Se for passar muito tempo fora, é importante deixar avisado o zelador e o porteiro, e também deixar uma autorização com alguém no caso de alguma pessoa ou empregado precisar entrar no seu apartamento durante sua ausência. Recomenda-se também que entregas de jornais, revistas ou encomendas sejam suspensas até o seu retorno.

A portaria conhece a rotina do condomínio e é muito difícil os profissionais desta área não perceberem a ausência de algum morador. Por isso, é recomendável que os porteiros sejam contratados através de uma empresa terceirizada confiável, que ofereça um treinamento especializado de atendimento, discrição e segurança preventiva. A empresa, profissional e especializada, realiza contratações após verificar o histórico profissional e pessoal do porteiro, e também ao investigar possíveis antecedentes criminais, sua conduta e por indicação. Quando contratados diretamente pelo condomínio, geralmente a contratação não dispõe de todos esses recursos, aumentando o risco de maus profissionais adentrarem em um ambiente onde a segurança deveria ser prezada e mantida.

Como em toda e qualquer residência, a atenção deve ser intensificada também quanto ao fechamento correto de portas, grades e janelas, e objetos valiosos precisam ser colocados em um lugar seguro e longe de serem vistos facilmente, caso ocorra alguma invasão. Para prevenir a entrada indesejada de mal-intencionados, pode-se instalar um sistema de segurança 24h, com alarmes e circuito interno de câmeras. E ainda, não é indicado deixar a luz acesa durante o tempo em que estiver fora, porque na verdade pode ser uma evidência de que não há ninguém em casa, além de poder ser um gasto desnecessário de energia. É importante, também, pedir a um vizinho ou uma pessoa de confiança para visitar sua casa sempre que for possível - Isto indica que o lar não está vazio e engana os ladrões.

Os cuidados com a segurança durante as férias não devem ser apenas quanto a ações criminosas; é crucial também se certificar de que registros de água e gás, por exemplo, foram bem fechados, para assim evitar eventuais desperdícios e acidentes. Estes procedimentos de segurança garantem tranquilidade à família que irá curtir a viagem, sem ninguém precisar se preocupar se irá encontrar surpresas desagradáveis ao voltar.


Amilton Saraiva, especialista em condomínios da GS Terceirização


Cami Couture entrevista cineasta sobre filmes de casamento

Conheça um pouco mais sobre esse universo

Bom dia amores!!!

Já pensaram em ter o filme da data mais marcante da sua vida, registrado por um cineasta? É disso que eu e Arevalo conversamos nesse vídeo que trago hoje pra vocês! Um papo entre amigos pra vocês conhecerem um pouco mais desse universo e também a vida de Carlos e sua trajetória!

Amo trazer informações dos profissionais de Assis para o blog, nossa cidade tem talentos únicos!

Espero que gostem do vídeo!!
Ótima semana a todos!!

Beijos da Cami!



Meu atelier fica na Rua Orozimbo Leão de Carvalho, 204 em Assis SP, e você pode agendar direto comigo pelo Whats (18) 99733 5180.
Instagram do atelier: @camicoutureassis
Instagram Camila Corrêa: @camiestilista

Bem-Estar

Chupeta: amiga ou vilã?

Muito se fala sobre o uso das chupetas, mas, afinal, devemos ou não permitir que nossas crianças façam seu uso?

Durante os primeiros meses de vida a chupeta pode ser muito benéfica, se usada da maneira correta. Além de estimular a sucção e o desenvolvimento da mandíbula, ela traz também sensação de segurança para a criança e tranquilidade para os pais. No entanto, para que ela tenha uma boa função, a chupeta correta deve ser utilizada. Seu uso, ainda, deve se restringir a crianças de, no máximo, dois anos de idade. Entenda alguns prejuízos do uso inadequado da chupeta:

– Apego emocional: quando oferecida em demasiada frequência, a criança pode criar uma dependência emocional à chupeta. Nesse caso, pode haver uma inversão de seu uso: ao invés de a criança usar a chupeta como uma forma de se tranquilizar, ela passa a sofrer por sua falta. Para que isso não ocorra, portanto, indicamos o uso da chupeta por apenas poucos minutos em momentos específicos, como, por exemplo, antes de dormir (e retirar depois que a criança adormece).

– Uso incorreto: mesmo para as crianças mais novas que dois anos, deve-se tomar alguns cuidados. Prefira sempre a chupeta ortodôntica à convencional. Nunca se deve prender o arco da chupeta em fraldas ou fios. Além disso, mantenha sempre a chupeta higienizada e jamais coloque-a na sua boca e depois na boca da criança.

– Desenvolvimento: o uso incorreto ou prolongado da chupeta gera deformações ósseas nos ossos e nos dentes das crianças. Muitas dessas alterações necessitam aparelhos para serem corrigidas. No entanto, de acordo com a intensidade da deformação, ela pode ser definitiva e irreparável.


Uso da chupeta deve se restringir a crianças de, no máximo, dois anos de idade