19 de Janeiro de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Biometria em ano eleitoral e a importância do voto

COLUNISTA - Arildo Almeida

Dia 19 de dezembro de 2019 foi de muita correria e filas intermináveis para quem não fez o cadastro da biometria digital. Quem não conseguiu fazer teve seu título de eleitor cancelado.

Mas é possível refazer o título, basta agendar uma visita ao seu cartório eleitoral no período entre 2 de janeiro e 6 de maio. E por que é tão importante ter um título de eleitor válido? Porque sem ele, o cidadão não pode emitir passaporte ou documento de identidade, fazer matrícula em instituições de ensino, participar de concursos, receber o salário (no caso de funcionários públicos), fazer empréstimos, além de ter o CPF cancelado e não poder participar de programas e benefícios governamentais. Mas, o mais importante, quem não tem título de eleitor não pode votar.

No dia 4 de outubro desse ano, quase 147 milhões de eleitores brasileiros irão escolher os novos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de suas cidades. Em alguns locais, haverá segundo turno.

E por que é tão importante escolher nossos representantes nas eleições? Porque eles vão dizer como será a educação, saúde ou qualquer outra área do lugar, além de executar os programas de governos estadual ou federal. Ou seja, a escolha do prefeito e vereadores determina como será a nossa qualidade de vida.

Na cidade, cada cidadão, cada um de nós, pode participar mais da democracia, porque existe uma proximidade muito maior com os políticos, que são reconhecidos nas ruas e até podem ser nossos vizinhos. O ambiente político local é a verdadeira chave para mudar comportamentos. Apesar de, muitas vezes, desacreditarmos na política, não podemos esvaziar as urnas. Demonstrar a nossa insatisfação votando nulo, em branco ou simplesmente não comparecendo no dia da eleição é marcar um gol contra, é renunciar ao direito de escolher quem nos representará nos próximos quatro anos.

Aqui fazemos a diferença. Tanto, que o TSE divulgou a logomarca que vai compor as peças publicitárias da Justiça Eleitoral das eleições municipais de 2020: #SeuVotoTemPoder. A ideia é transmitir ao eleitor a força de sua escolha nas urnas.

O voto consciente nos iguala, pois rico, pobre, homem, mulher, jovem, idoso, branco, negro, amarelo, vermelho, alto, baixo, gordo ou magro têm direito a um único voto que pode transformar um país inteiro. Novamente, votar em branco ou anular o voto, não significa exatamente uma forma de protesto, porque isso favorece aquele político que nos desestimula a ir votar, além de influenciar diretamente na nossa qualidade de vida. Precisamos valorizar mais a política e acompanharmos com atenção e critério tudo o que acontece em nossa cidade, estado e país. Então, bora lá fazer o cadastro da biometria digital.

Bom dia, Assis!!!

Divulgação
Arildo Almeida
Arildo Almeida é arquiteto formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e o atual presidente da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA).
+ VEJA TAMBÉM