13 de Agosto de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » BLOG
Bem-Estar

Tendência tie dye nas unhas está em alta entre as mulheres brasileiras

Cris Oliveira para apresentar as unhas divertidas na tendência tie dye

O mundo da beleza é cheio de "vai e volta”, tendências de décadas atrás voltam e ganham o gosto do povo. Nos anos 90 roupas "manchadas” eram vistas em todos os lugares, era o inicio da tendência tie dye, uma mistura de cores que deixavam o look com mais personalidade. Em pleno 2020 a tendência voltou com tudo, e agora não se limita apenas as roupas, acessórios como colares, tênis, e cintos estão sendo transformados também. E, no Brasil criatividade não falta, e a moda chegou nas unhas. Quem pensa que é complicado fazer nas unhas, afinal, elas são pequenas, deixando o trabalho mais difícil, engana-se. A convite da Bella Brazil, a blogueira e especialista em unhas Cris Oliveira, apresenta um passo a passo para combinar unhas com o look. Confira:

1º Prepare as unhas como de costume e aplique a base SOS;

Divulgação


2º Aplique 1 ou 2 camadas da cor Biquíni para dar o fundo;

Divulgação


3º Para o tie dye, use as cores Sertanejo, Frevo, Desejo e Gafieira;

Divulgação


4º Passe uma camada de cada uma das cores escolhidas em um pedaço de esponja do tamanho aproximado da sua unha, levemente umedecido com água, formando quatro blocos de cor;

Divulgação


5º aplique nas unhas dando batidinhas de leve; Repita os passos 4 e 5 para o efeito ficar melhor.

Divulgação


6º Finalize com top coat efeito gel.

Divulgação


"A dica é escolher tonalidades conforme a preferência de cores e personalidade”, declara Cris Oliveira, blogueira, especialista em unhas e embaixadora da Bella Brazil.

Bem-Estar

Expressão "dor nas costas” bate recorde de buscas na internet

De cada dez pessoas, oito terão dores nas costas ao longo da vida

De cada dez pessoas, oito terão dores nas costas ao longo da vida. Este é um dado divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem se confirmado nos últimos meses, pelo recorde de buscas no Google utilizando o termo: dor nas costas.

Esse aumento das buscas por alguma referência em tratamento ou dicas de cuidados, têm sido atribuído às consequências das medidas preventivas, home office e isolamento social em tempos de pandemia, mas a realidade é que os cuidados e atenção à coluna vertebral nunca foram foco da população, e que esse segmento do corpo humano sempre necessitou de atenção e acompanhamento profissional.

A coluna vertebral é constituída por 33 vértebras divididas em quatro segmentos vertebrais que formam as curvaturas fisiológicas que permitem toda funcionalidade estrutural para as atividades de vida diária do indivíduo. Alguns desses segmentos, apesar de serem intercalados por cartilagens resistentes, permitem os movimentos de deslizamento intersegmentares que somados tornam a mobilidade ampla em todos os sentidos do tronco, dessa forma podemos dobrar a coluna para frente, para trás, para os dois lados e também executar movimentos de torção. A região mais baixa da coluna, a qual chamamos coluna lombar, por possuir essa ampla mobilidade intersegmentar é uma das regiões mais afetadas em termos de lesão e a dor nessa região é considerado o principal problema de saúde funcional nos países ocidentais industrializados.

As causas são comuns e geralmente estão associadas a desgastes excessivos das estruturas por excesso de movimento ou por descargas de peso constantemente influenciadas pela postura prolongada em algumas situações disfuncionais. Mas a notícia boa é que a dor nas costas nem sempre é sintoma de alguma doença e pode ser prevenida através de boas orientações profissionais e de diferentes técnicas de prevenção e tratamento das estruturas anatômicas e movimentos fisiológicos do corpo humano.

A quiropraxia é uma ciência antiga, fundada entre 1845 e 1913, por Daniel David Palmer, no Canadá, é baseada no alinhamento vertebral como premissa de cuidado preventivo e também tratamento das microdisfunções articulares denominadas "complexos de subluxação vertebral”. Esse método bastante estudado e comprovado utiliza-se de mobilizações articulares e ajustes que minimizam os efeitos das hipomobilidades entre os segmentos, trabalhando com os movimentos acessórios das articulações, dessa forma, é capaz de distribuir de maneira uniforme as cargas, corrigindo a mecânica errada que perpetuaria as microlesões e processos de cicatrização provenientes do uso contínuo e em excesso desses segmentos.
Divulgação - A coluna vertebral é constituída por 33 vértebras
A coluna vertebral é constituída por 33 vértebras

O quiroprático trabalha como um facilitador e a resposta aos seus estímulos (mobilizações e ajustes) é o corpo que executa, tendo este o mecanismo vital da cura pela liberação de todo o sistema de integração do organismo que é o sistema nervoso descrito por Galeno em 129-199 a.C como "a chave máxima da saúde”.

Todas as disfunções biomecânicas, não só da coluna vertebral, mas de todos os segmentos corporais podem ser trabalhadas pela quiropraxia a fim de melhorar-se a capacidade do sistema nervoso de regular as funções controlando e minimizando as disfunções articulares e não permitindo as acomodações viciosas do organismo.

Este método antigo, mas também atual e promissor, pode ajudar nas queixas de "dor nas costas” e ainda melhorar perspectivas futuras de disfunções que surgem com o tempo, com os posicionamentos e vícios do dia a dia, produzindo bem-estar e qualidade de vida através de articulações funcionais e cargas bem distribuídas possibilitando a base de movimentação do aparelho locomotor em todas as atividades, sejam elas de trabalho, de lazer ou de vida diária.

Texto escrito por Fernanda M. Cercal Eduardo é fisioterapeuta e coordenadora do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Internacional Uninter e Thayse Zerger Gonçalves Dias é fisioterapeuta e tutora do Curso de Fisioterapia do Centro Universitário Internacional Uninter

Tutores procuram cachorra perdida em Assis

O animal atende por nome de Mel

Tutores buscam por cachorrinha que sumiu na segunda-feira, 3 de agosto, nas proximidades do Supermercado Amigão.
O dono conta que tem duas cachorras e que um rapaz foi buscar alguns móveis na casa dele e a Mel escapou e ficou para fora.

"A outra cachorrinha está triste e amuada nos cantos da casa. Se alguém tiver informações de onde ela esteja, peço por favor que entrem em contato comigo", diz o tutor. Os números para contato são: (18) 99737-9900 ou (18) 99767-4550.

Cachorrinha atende por nome de Mel
Cachorrinha atende por nome de Mel


Bem-Estar

Como podemos reagir nos momentos difíceis da vida?

Por Adriana Potexki

Pesquisadores afirmam que diante de situações catastróficas, guerras, terrorismo, algumas pessoas adoecem seriamente em sua dimensão psíquica e mental, elevando o nível de agressividade na população, mortes e assassinatos. Até certo ponto essas pesquisas têm razão. O nosso cérebro pode adoecer muito diante dessas situações, gerando o que psicólogos chamam de sintomas de stress pós-traumático (TEPT), por exemplo.

Mas a boa notícia é que já passamos por tantas adversidades, tantas catástrofes, e o mundo não se tornou pior, porque dentro de nós existe uma capacidade gigante de superar as situações mais terríveis. O Brasil foi construído e colonizado por pessoas que vieram refugiadas da 2ª Guerra Mundial e de outras guerras. Olha a força que nós temos geneticamente falando dentro de nós, uma herança transgeracional. Quantos dons, capacidades que nós herdamos, isso é um ponto muito bonito de se ver.

Religiosos que estavam em Nova York quando as Torres Gêmeas caíram no dia 11 de setembro de 2001, me diziam assim: "Estou vendo aqui muito amor. É como se as pessoas tivessem acordado para o amor, a solidariedade, para a capacidade de um cuidar do outro...” Então, que decisão você vai tomar diante de tudo que você está vivendo?

No meu livro "A cura dos sentimentos em mim e no mundo”, cito Viktor Frankl, que foi prisioneiro em Auschwitz, com este trecho: "Sigmund Freud, que afirmou: Deixe alguém tentar expor à fome diversas pessoas, de maneira uniforme. Com o aumento da urgência imperativa da fome, todas as diferenças individuais [desaparecerão>”. Graças a Deus, Sigmund Freud foi poupado de viver a experiência dos campos de concentração. Seus textos deitam-se nos sofás de veludo da cultura vitoriana, não na sujeira de Auschwitz. Lá, as "diferenças individuais” não obscureceram, ao contrário, as pessoas tornaram-se mais diferentes; as pessoas se desmascararam… O homem é essencialmente autodeterminante. Ele se transforma no que fez de si mesmo. Nos campos de concentração, por exemplo, nesse laboratório vivo e nesse solo de testes, nós presenciamos e testemunhamos alguns de nossos companheiros comportarem-se como porcos, enquanto outros se comportavam como santos. O homem tem ambas as potencialidades dentro de si mesmo: a que se efetiva depende das decisões, não das condições”.

Entenderam a profundidade disso? Diante de tudo que você está vivendo: o que você vai decidir? "Ah, mas já perdi tudo, estou desempregado.” O que você pode estar fazendo durante este período? Voltando a estudar? Existem cursos que estão sendo oferecidos gratuitamente, inclusive por universidades. Descobrir novos dons, redescobrir talentos que tinha lá na infância e que você pode trazer agora. Pode fazer aquele pão caseiro e oferecer para sua vizinhança. Lembro-me da "Espiga Dourada”, perto de Vargem Grande Paulista (SP), onde existe o centro do movimento Focolares, é uma panificadora que me dá água na boca de lembrar, e como ela começou? Com as consagradas vendendo pão na esquina da rodovia. Começou pequena. Enfim, dentro de nós existem heranças de nossos antepassados, dons, e forças capazes de enfrentar situações mais adversas. Então, o que você vai fazer nesse período vai determinar se você é "porco” ou santo.

Adriana Potexki é psicóloga, certificada pelo EMDR Institute; autora dos livros "Cura dos sentimentos – em mim e no mundo”, "A cura dos Sentimentos nos Pequeninos – Papai e Mamãe brigaram” e "Vencendo Os Traumas que nos Prendem”; colunista do canal Formação Canção Nova e membra do Movimento dos Focolares.

Assisense resgata cachorro que estava prestes a passar por eutanásia

O animal foi atropelado em Cândido Mota e precisava de cuidados especiais para que não fosse feito o procedimento

Nesta quinta-feira, 23 de julho, o protetor José Clóvis Zambitto fez um apelo em suas redes sociais para conseguir salvar a vida de um cachorrinho que havia sido atropelado na praça da Igreja Matriz de Cândido Mota.

No dia 7 de julho, o animal foi atropelado e Clóvis foi chamado para socorrer o cachorro "Levamos na clínica veterinária e foram identificadas algumas fraturas, para ele voltar andar seria preciso de um tratamento intensivo de fisioterapia", explica.

Arquivo Pessoal/Joana Martins - Juca foi encontrado na praça da Igreja Matriz de Cândido Mota
Juca foi encontrado na praça da Igreja Matriz de Cândido Mota


O cachorro ficou aos cuidados de Clóvis, mas não tinha estrutura para o tratamento e o animal começou a definhar, não andava e as feridas não curavam. "Chegamos ao ponto de pensar na eutanásia, pois ele estava sofrendo muito e não aguentava olhar para ele naquela situação", diz Clóvis.

Arquivo Pessoal/Joana Martins - A clínica viu como a melhor opção a Eutanásia
A clínica viu como a melhor opção a Eutanásia


O animal estava mal, mas o cuidador não teve coragem de fazer a eutanásia e então buscou ajudas no Facebook.

Joana Martins, moradora de Assis, conhecida por resgatar animais com deficiência, se prontificou em ajudar o animal.

"Ela foi um anjo, se propôs a cuidar dele. Joana vai levar o cachorro em uma clínica especializada e vai manter o tratamento. Nós acreditamos que com os devidos cuidados ele vai se recuperar e voltar andar", finaliza Clóvis.

Arquivo Pessoal/Joana Martins - O animal terá que passar por uma Zooterapia
O animal terá que passar por uma Zooterapia


Joana deu nome de Juca para o cachorro e conta que viu muita vida nos olhos do animal e não pensou duas vezes em cuidar dele. "Assim que o Clóvis me entregou o Juca eu já agendei consulta no veterinário. Ele está com uma infecção muito grave e é nisso que vou focar primeiramente”, explica

Juca é um animal dócil e inocente. "A todo momento ele quer brincar, e mesmo com dor no momento da consulta ele ficou tentando brincar comigo. Ele merece a chance de viver e eu vou dar isso para ele”, conta Joana.

Arquivo Pessoal/Joana Martins - Joana deu à Juca uma segunda chance e agora é sua tutora
Joana deu à Juca uma segunda chance e agora é sua tutora


Joana cuida de diversos casos graves de animais de rua e por isso precisa da ajuda para manter os tratamentos.

Além da medicação e das despesas de veterinário, Juca ainda terá que realizar uma zooterapia para melhorar os machucados que estão inflamados e a cuidadora pede a ajuda da população para poder salvar a vida de Juca.

Para quem tem interesse em fazer qualquer tipo de doação, basta entrar em contato com Joana pelo número de telefone (18) 99666-2924.

Cachorra precisa de um lar em Assis

Glorinha foi abandonada em um matagal junto com seus irmãozinhos

A cachorrinha Glorinha, que foi abandonada junto com seus irmãozinhos em uma mata de Assis, precisa de um lar.

Glorinha permaneceu dias sozinha na mata, pois seus irmãozinhos sumiram.

Após vários dias, Glorinha foi encontrada e resgatada, e logo foi adotada. Após um período com a família, Glorinha foi devolvida e agora está disponível para adoção novamente.

A voluntária que está com Glorinha conta que ela é muito medrosa e demora um pouco para pegar confiança.

Quem tiver interesse em adotá-la de forma responsável pode entrar em contato por telefone ou whatsapp pelos números (18) 996083418 ou 997262181.

divulgação - Glorinha é medrosa mas muito amável
Glorinha é medrosa mas muito amável


Cuidados com a higienização dos pets na pandemia

Para evitar que os animais tragam pragas, como pulgas e carrapatos para as residenciais, é preciso tomar medidas preventivas

O novo normal estabelecido pela pandemia do coronavírus também influenciou o universo pet. A reabertura das praças e parques, deve levar os donos de amimais a tomarem cuidados extras quando forem passear com seus pets nestes locais. Para evitar que os animais tragam pragas, como pulgas e carrapatos para as residenciais, é preciso tomar medidas preventivas, como fazer vistoria no bicho antes do passeio e, no retorno, passar um pano com álcool no animal.

- Essa vistoria antes do passeio é importante, pois uma vez que identificamos a presença de pulgas ou carrapatos, devemos evitar de levar os animais para passearem em parques e praças, desta forma evitaremos possíveis processos de infestação nestas áreas. Na volta, basta passar um pano com álcool para eliminar qualquer tipo de possibilidade de contato com as pragas mais comuns - revela o vice-presidente da Aprag (Associação dos Controladores de Vetores e Pragas Urbanas), Sérgio Bocalini.

Caso o animal volte para casa com alguma infestação, Bocalini aconselha o início imediato do tratamento com produtos específicos recomendados por veterinários. Segundo ele, estas pragas podem atingir humanos e trazer danos à saúde das pessoas.

- Adotar tratamentos preventivos, com o uso de produtos veterinários adequados, é outra ação importante para evitar que animais transportem esses ectoparasitas para dentro de qualquer ambiente.

No caso de uma infestação de pulgas ou carrapatos, o ideal é que se faça uma desinsetização com produtos adequados para evitar um risco de intoxicação dos animais e pessoas. Ressaltando que serviços de controle de pragas urbanas só podem ser realizados por empresas constituídas para tal, que contem com autorização da Anvisa.

O vice-presidente da Aprag ainda destaca que local da casa em que o animal é preparado na volta ser constantemente higienizado.

- A higienização dos locais que os pets utilizam, principalmente onde dormem, é importante e deve ser feita pelo menos uma vez ao dia - ressalta.

Passarinhando: Gavião Carijó no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Gavião Carijó. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Gavião Carijó

-Nome Científico: Rupornis magnirostris⁣

-Local : Ecoparque

Juliana Romagnoli - Gavião Carijó fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli no Ecoparque em Assis
Gavião Carijó fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli no Ecoparque em Assis


-Experiência: Foi um registro especial, já que se trata de um dos predadores mais numerosos na região.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Em voo de casais, vocalizam em dueto e costumam circular em correntes térmicas, sobretudo em exibições.
Um dos seus comportamentos característico é por ocupar o mesmo poleiro de caça por longo tempo.

-Alimentação: possui um hábito generalistas, capturando ampla variedades de presas.

-Curiosidade: passou a se adaptar e tornar-se mais frequente nos centros urbanos, onde é maior a oferta de presas e escassos seus predadores.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Tutores buscam por gato desaparecido na Vila Funari em Assis

O animal atende pelo nome de Boris

Um gato da raça Persa desapareceu nas imediações da Vila Funari em Assis.

O animal é da cor branca de olhos azuis claros e atende pelo nome Boris. Seus tutores estão a sua procura.

Divulgação - O animal atende pelo nome de Boris
O animal atende pelo nome de Boris


Quem encontrar ou tiver alguma informação, ligar nos telefones: (18) 99742-2306 ou (18) 996647788, falar com Thiago.

Passarinhando: Ariramba de cauda ruiva

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta a Ariramba de cauda ruiva. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Ariramba de cauda ruiva

-Nome Científico: Galbula ruficauda

-Local: Zona Rural-Água do Matão

Divulgação - Ariramba de cauda ruiva fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Matão em Assis
Ariramba de cauda ruiva fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Matão em Assis


-Experiência: Particularmente é uma das espécies com tonalidades de cores mais vibrantes, é sempre gratificante poder fotografa-los.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: possui um hábito peculiar, após capturar o inseto, retornar ao lugar de partida, e bate-o contra o poleiro, quebrando a carapaça e retirando as asas para que se torne mais fácil a ingestão.

-Alimentação: Se alimenta exclusivamente de insetos.

-Curiosidade: É confundido com beija flor devido tanto a sua coloração, quanto ao seu bico longo e fino, porém não são, pois essas aves pertencem a ordens diferentes.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves
Área de anexos

Passarinhando: Tesourinha no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta a Tesourinha. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Tesourinha

-Nome Científico: Tyrannus savana

-Local : Ecoparque

Juliana Romagnoli - Tesourinha fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli no Ecoparque em Assis
Tesourinha fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli no Ecoparque em Assis


-Experiência: Antes de pousar nesse galho , realizou seu lindo vôo acrobático. É de surpreender qualquer um com sua beleza.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: são aves migrantes com concentrações nos meses de setembro e outubro, é inconfundível junto a seu grupo de até centenas de indivíduos. Também possui o hábito de dormir em árvores próximas , quando estão migrando.

-Alimentação: Consomem frutos.

-Curiosidade: Seu nome "tesourinha", é devido o formato de sua cauda. Já o nome científico "savana" é por preferir áreas abertas como os cerrados.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Passarinhando: Rolinha roxa⁣ no Parque Buracão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta a Rolinha roxa. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Rolinha roxa⁣

-Nome Científico: Columbina talpacoti⁣

-Local: Parque Buracão

Juliana Romagnoli - Rolinha roxa fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli no Parque Buracão em Assis
Rolinha roxa fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli no Parque Buracão em Assis


-Experiência: Devemos exaltar a importância também das aves comum em nossa cidade e a rolinha roxa é uma delas.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: É a espécie nativa mais comum na maioria das grandes cidades brasileiras e historicamente uma das primeiras espécies a se adaptar ao meio urbano.

-Alimentação: sua dieta consiste em grãos encontrados no chão.

-Curiosidade: Embora formem grupos, estas são muito agressivas entre si, defendem territórios e disputam alimentos usando uma das asas para dar pancadas no adversário.

Fontes: -RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Passarinhando: Carcará na Água do Pavão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Carcará. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Carcará

-Nome Científico: Caracara plancus

-Local : Estrada Água do Matão-Zona Rural

-Experiência: Este é comum na região, quando não é avistado voando, se encontra pousado em uma árvore ou cercas.

Juliana Romagnoli - Carcará fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Pavão em Assis
Carcará fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Pavão em Assis


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: É um ótimo voador e planador, acompanhando as correntes de ar ascendentes, más também passa muito tempo no chão, auxiliado pelas suas longas patas adaptadas á marcha.

-Alimentação: é considerado onívoro, por se alimentar de quase tudo o que acha, de animais mortos ou vivos até restos de comida nos lixos urbanos.

-Curiosidade: Seu nome comum "carcará" é devido seu som emitido, podendo ser um alerta em seu território ou comunicação entre casal.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
- Wikiaves

Tutores procuram cachorra desaparecida na Vila Progresso em Assis

O animal atende por nome de Gamora

Na noite desta segunda-feira, 29 de junho, uma cachorra sumiu nas proximidades da Vila Progresso, em Assis.

Os tutores moram na Rua Pompéia e acreditam que Gamora possa estar nas proximidades do Jardim Paraná, a cachorra é dócil e amistosa.

Qualquer informação entre em contato com os números (18) 99630-6551 Felippe, (18) 98134-8382 Yasmin e (18) 99636-3984 Cristiane.

Divulgação - Segundo os donos ela é dócil e amistosa
Segundo os donos ela é dócil e amistosa


Passarinhando: Curicaca na Água do Pavão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Curicaca. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular:Curicaca

-Nome Científico:Theristicus caudatus

-Local : Água do Pavão- Zona Rural

Juliana Romagnoli - Curicaca fotografado na Água do Pavão em Assis
Curicaca fotografado na Água do Pavão em Assis


-Experiência: é uma bela espécie, conhecido como despertador no Pantanal, devido seu som característico.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Geralmente é visto solitária ou em bandos procurando alimento em campos ou alagados.
Seu bico curvo e longo é adaptado para extrair larvas e outros insetos da terra fofa.

-Alimentação: possui uma alimentação variada, como centopéias, insetos, aranhas, lagartos, anfíbios, ratos entre outros.

-Curiosidade: o seu nome popular "curicaca", é semelhante ao som do seu canto .

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Passarinhando: Tiziu no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Tiziu. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Tiziu

-Nome Científico: Volatinia jacarina.

-Local: Ecoparque

-Experiência: essa foto foi registrada logo após sua vocalização, quando retornou ao galho, concluindo um "show" na natureza .

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

Juliana Romagnoli - Tiziu registrado no Ecoparque, em Assis
Tiziu registrado no Ecoparque, em Assis


-Característica: durante o período reprodutivo tem o hábito de viver em pares, porém, fora deste, reúne-se em dezenas de indivíduos.

-Alimentação: sua dieta consiste principalmente de sementes de gramíneas, mas também captura insetos .

-Curiosidade: o vôo realizado por está ave é considerado peculiar, pois quando salta, reproduz seu canto característico "ti, ti, tiziu", pousando no mesmo local de origem.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Tutoras buscam gata desaparecida no Jardim América 3, em Assis

A gata atende pelo nome de Jade

A tutora Júlia Figueiredo, morado do Jardim América 3, próximo ao Parque colinas, busca sua gata de nome Jade que desapareceu nas proximidades de sua casa.

Jade está com uma coleira com nome e telefone para contato com os donos. Júlia pede para que se alguém tiver notícias que entre em contato, pois a irmã mais nova gosta muito do animal.

Divulgação - A gata atende pelo nome de Jade
A gata atende pelo nome de Jade


Qualquer informação sobre a gata o telefone pra contato é (18) 99814-1504

Tutor procura gata desaparecida na Vila Progresso, em Assis

O dono oferece gratificação de R$500,00 para quem encontrá-la

Jefferson Oliveira, morador da Rua Vitória, na Vila Progresso está à procura de sua gata Layla que sumiu no dia 17 de junho, quinta-feira.

Segundo Jefferson, a gata de 4 meses de vida, tem uma mancha preta no lado direito do nariz, e desapareceu nas proximidades da Vila Progresso.

Divulgação - A gata de 4 meses de vida, tem uma mancha preta no lado direito do nariz
A gata de 4 meses de vida, tem uma mancha preta no lado direito do nariz


Quem tiver notícias de Layla pode entrar em contato com o tutor pelo número (18) 996149774. Jefferson oferece gratificação de R$ 500,00 para quem encontrar e devolver a gata.

Passarinhando: Lavadeira Mascarada na Água do Matão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta a Lavadeira Mascarada. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Lavadeira Mascarada

-Nome Científico: Fluvicola nengeta

-Local: Água do Matão, na zona rural de Assis

-Experiência: Foi gratificante ter o registro dessa espécie, já que a mesma ajuda no controle da população de insetos, por se alimentar deles. É uma espécia sempre tranquila, fazendo pose para fotos

Juliana Romagnoli - Lavadeira Mascarada registrada na Água do Matão, em Assis
Lavadeira Mascarada registrada na Água do Matão, em Assis


-Estado de Conservação: Pouco preocupante

-Característica: Possui um comportamento semelhante ao do Bem-Te-Vi, de estar com alimento no bico e batê-lo contra o chão. Apenas a fêmea participa da incubação, já o macho participa do monitoramento e a defesa do ninho

-Alimentação: captura pequenos artrópodes que se encontram na lama das margens de rios, brejos e açudes, onde sempre poderá ser encontrada ali.

-Curiosidade: o nome popular "Mascarada" é por possuir uma faixa negra que lhe atravessa os olhos.

Fontes:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Passarinhando: Pica Pau Branco no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Pica Pau Branco. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Pica pau branco

-Nome Científico: Melanerpes candidus

-Local: Ecoparque

-Experiência: no dia do registro estava em bando, não passando despercebido , devido ao seu canto junto a sua chegada.

Divulgação - Pica Pau branco fotografado no Ecoparque
Pica Pau branco fotografado no Ecoparque


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: é encontrado em áreas campestres, eucaliptais, plantações, pastos e áreas rurais. Geralmente visto em grupos de 6 à 10 indivíduos, mas podendo chegar a 20.

-Alimentação: consiste em sementes, frutos, insetos e suas larvas.

-Curiosidade: conhecido também como cri-cri ou birro, devido ao seu canto.

Fonte:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Família busca por cachorra que desapareceu no centro de Assis

A cachorra Mel sumiu próximo a Casa de Taipa

A cachorrinha Mel, da raça Lhasa Apso, sumiu da casa da família na rua Palmares, próximo a Casa de Taipa em Assis.

Mel tem pelagem branca.

Seus tutores estão a sua procura e pedem que se alguém tiver informações que auxiliem em sua localização, para que entre em contato pelo telefone: (18) 99715 0579.

divulgação - Mel tem pelagem branca
Mel tem pelagem branca


Família busca por cachorra que desapareceu na Vila Souza em Assis

Sofia foi levada de casa na tarde desta terça-feira

Sarah Smarce Pereira franco, tutora da cachorrinha pug Sofia está a sua procura.

Ela conta que Sofia desapareceu do quintal da casa da família, na vila Souza na tarde desta terça-feira, 16 de junho.

"Ela estava no quintal, temos duas cachorrinhas, mas só a Sofia sumiu; pedimos que se alguém tiver informação que colaborem para a sua localização, que entre em contato conosco”, explica.

Os telefones de contato são Sarah (18) 99606-4116 e Emanoel (18) 99610-1409.

divulgação - Sofia é da raça pug
Sofia é da raça pug


Passarinhando: Pé vermelho na Água do Matão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Pé Vermelho. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Pé vermelho

-Nome Científico: Amazonetta brasiliensis

-Local : Zona Rural-Água do Matão

divulgação - Foto do Pé Vermelho tirada na Água do Matão em Assis
Foto do Pé Vermelho tirada na Água do Matão em Assis


-Experiência: Particularmente é um dos marrecos mais lindos. Quando alça o vôo demonstra em suas asas tonalidades de azuis e verdes , que o embeleza ainda mais.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: é um marreco de pequeno porte, passa a maioria do tempo dentro da água procurando alimento, voando rapidamente quando em perigo.

-Alimentação: Alimentam-se de plantas aquáticas, mariscos, crustáceos , insetos , minhocas e até grãos.

-Curiosidade: possui características que diferenciam o sexo, na qual a principal é que o macho possui bico vermelho e a fêmea preto.

Fonte:
RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves
Área de anexos

Passarinhando: Maria cavaleira de rabo enferrujado

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta a Maria cavaleira de rabo enferrujado. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Maria cavaleira de rabo enferrujado

-Nome Científico: Myiarchus tyrannulus

-Local: Ecoparque (antigo CSU)

-Experiência: Esse dia foi importante por ter conseguido a primeira foto dessa espécie, pois sempre ouvia sua vocalização no local, mas ainda não havia capturado sua imagem.

Juliana Romagnoli - Maria cavaleira de rabo enferrujado fotografada no Ecoparque em Assis
Maria cavaleira de rabo enferrujado fotografada no Ecoparque em Assis


-Estado de conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Esta espécie ocorre em todos os ambientes florestados. Possui o hábito de viver solitário ou em casais no período reprodutivo.

-Alimentação: Além dos insetos, alimenta-se de larvas e frutos.

-Curiosidade: Está presente em quase todo o Brasil, com exceção de algumas áreas da Amazônia.

Fonte:
-Wikiaves
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015

Tutoras buscam por cachorros idosos em Assis

Eles atendem pelo nome de Bob e Lorenço

Na manhã deste sábado, 13 de junho, esses dois cachorros conhecidos por toda a vizinhança do Parque Buracão saíram de casa e não voltaram. O maior atende pelo nome de Bob e o menor pelo nome de Lorenço.

Divulgação - Cachorros atendem pelo nome de Bob e Lorenço
Cachorros atendem pelo nome de Bob e Lorenço


Os dois são idosos e resgatados da rua, têm problemas de saúde e nunca vão longe de casa. Neste sábado saíram tomar sol na calçada e não voltaram, desde às 8h.

Eles moram na Rua Santa Cecília, foram vistos na parte da tarde perto da Casa do Pecuarista.

Divulgação - Eles são dóceis, não mordem, têm medo de rojão e chuva
Eles são dóceis, não mordem, têm medo de rojão e chuva


As tutoras Gabriela Narciso e sua mãe, Mônica Narciso procuram por toda a vizinhança, redondezas da Casa do Pecuarista e não encontraram. Eles são dóceis, não mordem, têm medo de rojão e chuva. Precisam tomar remédios diariamente.

Se alguém tiver notícias, o contato é 99715-3200 ou 99712-5007.

Divulgação - Eles moram na Rua Santa Cecília e foram vistos perto da Casa do Pecuarista
Eles moram na Rua Santa Cecília e foram vistos perto da Casa do Pecuarista


Tutoras buscam por gato que sumiu na Vila Adileta em Assis

O gato atende pelo nome de Simba

As tutoras de um gato que atende pelo nome de Simba estão à sua procura em Assis.

O animal desapareceu na noite desta terça-feira, 09 de junho, nos arredores da Vila Adileta e Vila Fiúza.

Divulgação - Gato atende pelo nome de Simba
Gato atende pelo nome de Simba


Simba tem a pelagem laranja, é castrado, tem o rabo pela metade e estava com uma coleira azul.

As tutoras pedem para que, caso alguém tenha informações sobre o gato, que entre em contato pelos telefones (18) 98199-5988 (Elisa) ou (18) 99657-3711 (Marina).

Divulgação - Simba fugiu nas proximidades da Vila Adileta e Fiúza, e usava uma coleira azul
Simba fugiu nas proximidades da Vila Adileta e Fiúza, e usava uma coleira azul


Passarinhando: Canário da terra verdadeiro

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Canário da terra verdadeiro. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Canário da terra verdadeiro

-Nome Científico: Sicalis flaveola

-Local: Parque Buracão

-Experiência: o canário é uma espécie bem conhecida, mas o que eu mais admiro nele é o seu canto, que agrada qualquer um.

Divulgação - Foto do Canário da terra verdadeiro tirada no Parque Buracão, em Assis
Foto do Canário da terra verdadeiro tirada no Parque Buracão, em Assis


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: a respeito de sua vocalização, o canto de corte é baixo e melodioso, e com direito a uma dança em volta da fêmea. Já de madrugada, o macho tem um canto bem áspero e extenso, diferente do canto diurno.

-Alimentação: sua dieta é predominantemente granívora, ou seja, se alimenta de sementes. Devido ao formato do bico, é capaz de seccionar e esmagar as sementes.

-Curiosidade: seu nome científico significa: do grego sikalis = pequeno; do latim diminutivo de flavus = amarelo, resultando em Amarelinho.

Fonte:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste. São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Bem-Estar

5 canais do YouTube que podem te ajudar a cuidar das finanças

Confira!

Já faz algum tempo que a internet se tornou um novo canal para compartilhar conhecimento e ensinar, no modo on line, através de vídeos, e-books e áudios. Diversos especialistas estão vindo a público ensinar sobre os mais variados assuntos, inclusive administração financeira pessoal. Organizar a vida financeira, sair do vermelho, pagar as contas em dia, administrar melhor as finanças pessoais, são alguns dos temas mais frequentes.

De acordo com a Simplic (https://www.simplic.com.br/) - fintech de crédito online - a educação financeira contribui para o desenvolvimento pessoal, uma vez que gera comprometimento e responsabilidade em quem está disposto a melhora de vida. Aprender a se organizar pode ser fácil e divertido, mas requer disciplina. A empresa listou 5 canais - que estão a disposição gratuitamente no YouTube - para ajudar quem precisa saber mais sobre finanças pessoais. Confira:

1. Me poupe

O canal criado por Nathalia Arcuri em 2015 é um dos maiores sobre finanças pessoais, conta hoje com quase 5 milhões de inscritos. Com muito humor, ela dá dicas sobre como adquirir novos hábitos, gastar menos, sair do vermelho, empreender, gerar renda extra e mais. É possível assistir vídeos novos todas às segundas e quintas, às 12h.

2. EconoMirna

O canal da educadora financeira Mirna Borges, traz conteúdos sobre como ter controle financeiro, diminuir despesas pessoais, poupar, deixar as dívidas para trás e outros assuntos importantes. Na seção de vídeos é possível escolher o tema que deseja aprender no momento e já deixar na lista aqueles que chamam a atenção. Quase todos os dias tem novidade para quem quer aprender de forma simples, descomplicada e divertida.

3. Clube do Valor

Criado em 2015, o canal conta com mais de 517 mil inscritos e tem Ramiro Oliveira como apresentador principal dos vídeos. Por lá ele compartilha tudo o que já aprendeu e continua aprendendo sobre investimentos, empreendedorismo e finanças pessoais. Em um dos vídeos, Ramiro fala sobre a importância de educar financeiramente os filhos desde cedo para que as próximas gerações tenham consciência financeira.

4. Cléber Miranda - Educação Financeira

Neste canal de Educação Financeira, é possível aprender sobre como se livrar das dívidas, limpar o nome, ter dicas de investimentos, finanças para mulheres, Coaching Financeiro e análise econômica. Além disso, é possível aprender sobre como construir patrimônio, fazer o dinheiro trabalhar sozinho, aprender a usar melhor o cartão de crédito, entre outros assuntos. Toda semana o canal conta com um vídeo novo.

5. O Primo Rico

Para quem deseja aprender sobre investimento o canal pode ajudar. Criado por Thiago Nigro, os vídeos tem o objetivo de ensinar pessoas a mudar a situação financeira através de investimentos para viver com qualidade. Segundo ele, é possível se tornar o primo rico da família e se aposentar mais cedo, sem depender da previdência social. O canal - que é sucesso no YouTube - conta com pelo menos um vídeo novo toda semana.

Passarinhando: Pica pau verde barrado na Água do Matão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Pica pau verde barrado. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Pica pau verde barrado

-Nome Científico: Colaptes melanochloros

-Local: Zona rural : Água do Matão.

Juliana Romagnoli - Pica pau verde barrado na Água do Matão fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli
Pica pau verde barrado na Água do Matão fotografado pela bióloga Juliana Romagnoli


-Experiência: é gratificante registrar pica paus por possuir várias adaptações interessantes, este não seria diferente.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: os machos no período reprodutivo ( a partir de julho), iniciam a temporada de canto territorial. É uma vocalização continua e intensa especialmente nas manhãs.

-Alimentação: se alimenta de formigas, cupins, larvas de outros insetos, besouros e também frutos carnosos.

-Curiosidade: uma de suas adaptações para alimentação, consiste em produzir uma secreção que age como uma cola, dando à língua uma capacidade preensora , facilitando na captura do alimento.

Fonte:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Bem-Estar

5 dicas aumentam seu condicionamento físico dentro de casa

Federação Internacional de Krav Magá cria série de treinos para a quarentena

O Krav Magá é uma modalidade que pode ser praticada por homens e mulheres de todas as idades. A luta, além da autodefesa melhora a concentração, aumenta a disciplina e o condicionamento físico. Durante o isolamento, quando é preciso encontrar alternativas para manter corpo e mente saudáveis, a Federação Internacional de Krav Magá usa o seu canal no YouTube com aulas que vão de exercícios básicos até as técnicas avançadas do Krav Magá.

Nas aulas existem séries focadas em condicionamento físico, com exercícios que ajudam no aumento da flexibilidade, força, e resistência muscular e cardiorrespiratória.

Para o circuito de treinamento em casa não é necessário um período grande de tempo, mas é importante ter um momento em que o foco seja apenas o exercício e esse momento de autocuidado. Caso more com outras pessoas faça o convite para que todos treinem com você, com isso o momento do exercício se transforma em algo ainda mais divertido.

Confira abaixo alguns exercícios e dicas de como se organizar para fazer o treinamento em casa.

Alongamento – O alongamento deve ser feito antes e depois do treino, ele reduz a tensão muscular, ativa a circulação do sangue e pode ajudar na liberação de movimentos bloqueados por tensões emocionais. Esse aquecimento previne lesões e diminui o impacto do exercício.

Polichinelo – Esse é um exercício muito conhecido e de fácil execução. Comece com as pernas fechadas, coluna ereta e os braços estendidos ao longo do corpo. Depois de se posicionar é hora de saltar sem sair do lugar, após o salto ao mesmo tempo em que se abrem as pernas os braços devem ser levantados e as palmas das mãos se encostarem acima da cabeça. Repita o exercício por um período de trinta segundos a um minuto.

Agachamento na parede – Encoste o corpo em uma parede e deslize para baixo até os joelhos chegarem em um ângulo de 90º e permaneça nessa posição por trinta segundos. Esse exercício é uma versão mais leve do agachamento tradicional, e ajuda no fortalecimento da musculatura dos membros inferiores.

Prancha – Deite no chão com a barriga para baixo e alinhe o corpo de forma reta, coloque os cotovelos e as mãos encostados no chão e utilize como apoio para levantar o corpo sem tirar os pés do chão. Controlando a respiração e contraindo os músculos do abdome mantenha-se nessa posição por vinte segundo. Lembrando que é fundamental que os cotovelos estejam alinhados com os pés, garantindo um melhor equilíbrio.

Passada – Com o corpo reto coloque as mãos na cintura, sem sair do lugar dê um passo pra frente com a perna direita e agache lentamente até que a perna esquerda chegue próximo do chão. Suba e repita o movimento, intercale entre o lado esquerdo e direito do corpo repetindo os movimentos por pelo menos trinta segundos.

divulgação


Moradora de Assis promove campanha online para tratamento de cachorra

A cachorrinha Luna está com problemas no pulmão, rim e também com anemia

A moradora de Assis, Miriélle Costa de Oliveira, promove uma vakinha online para custear o tratamento de sua cachorra Luna de 6 anos.

Miriélle conta que Luna começou a passar mal recentemente e foi levada ao veterinário, onde foi constatado que ela está com pneumonia grave, sofre de bronquite, está com problemas no rim e também com anemia.

"Nós ainda não descobrimos exatamente o que a Luna tem, o veterinário tem feito muitos exames e tratado os problemas de saúde que são encontrados, porém os custos são bem altos, há a possibilidade de que ela precise fazer uma transfusão de sangue, só a transfusão custa R$ 600,00, por isso estou pedindo ajuda para conseguir pagar os exames e tratamento,e assim oferecer um pouco de conforto para a Luna”, considera.

Quem quiser colaborar pode fazer suas doações através do link: www.vakinha.com.br/vaquinha/luna1230.

divulgação - Luna tem aproximadamente 6 anos
Luna tem aproximadamente 6 anos


Passarinhando: Arapaçu de Cerrado na Água do Pavão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Arapaçu de cerrado. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Arapaçu de cerrado

-Nome Científico: Lepidocolaptes angustirostris

-Local: Zona Rural: Água do Pavão

Juliana Romagnoli - Arapaçu de Cerrado na Água do Pavão
Arapaçu de Cerrado na Água do Pavão


-Experiência: essa espécie é bem ligeira, sempre o vejo escalando em árvores, um hábito bem característico.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: este possui o hábito de subir pelo troncos das árvores, agarrado pelos pés. Na procura de alimento voa para outra árvore, recomeçando a escalar.

-Alimentação: sua dieta consiste principalmente de insetos ( formigas, lagartas de borboletas, besouros),também aranhas, escorpiões, girinos, pererecas, e lagartixas .

-Curiosidade: para revelar seu nervosismo sacode as asas, e quando se sente ameaçado esconde-se por detrás dos troncos.

Fonte:
-RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
-Wikiaves

Família procura por cachorro que desapareceu no Centro de Assis

O cachorro que atende pelo nome de Floquinho

O cachorro Floquinho, desapareceu por volta das 16 horas desta segunda-feira, 1º de junho, da casa onde mora na rua Sebastião da Silva Leite no Centro de Assis.

Seu tutor Fernando, conta que Floquinho não costuma sair casa.

Ele pede que se alguém tiver informações que auxiliem em sua localização para que entre em contato pelo telefone (18) 99687-3600.

divulgação - Floquinho
Floquinho


Passarinhando: Coleirinho no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Coleirinho. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Coleirinho

-Nome Científico: Sporophila caerulescens

-Local: Ecoparque (Antigo CSU)

-Experiência: Essa foto foi surpreendende. Onde consegui registrar o casal juntinho. E assim admirar essa diferença externa de coloração.

Juliana Romagnoli - Coleirinho registrado no Ecoparque
Coleirinho registrado no Ecoparque


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: é uma das aves mais populares do Brasil. Apresenta dimorfismo sexual, onde o macho possui o peito branco/amarelo , e costas negras. Já a fêmea e macho juvenis são com coloração parda e mais escura nas costas.

-Alimentação: se alimenta de várias gramíneas, possui um bico forte para quebrar as sementes.

-Curiosidade: Recebeu o nome de coleirinho por possuir um colar branco e negro inconfundível.

Fonte: -RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015 -Wikiaves

Passarinhando: Coró Coró na Água do Matão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Coró Coró. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Coró Coró

-Nome Científico: Mesembrinibis cayennensis

-Local : Zona Rural ( Água do Matão)

-Experiência: Confesso que demorei pra conseguir uma foto dessa espécie , por ser muito arisca. Más valeu a pena, suas cores são extraordinárias ainda mais quando refletidas pelo sol.

Juliana Romagnoli - Coró Coró registrado na Água do Matão
Coró Coró registrado na Água do Matão


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: É uma ave muito arisca, alça o vôo logo quando nota alguém nas aproximidades. Antes de raiar o sol ele deixa o pouso de dentro da mata e sai a vocalizar seus gritos agudos e roucos.

-Alimentação: sua dieta consiste em invertebrados como insetos, moluscos, minhocas, crustáceos e até plantas aquáticas.

-Curiosidade: ele é o único membro florestal da família, é frequente visto nas matas úmidas e escuras.

Fonte: -RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015 -Wikiaves

Moradora de Assis doa filhotes de cachorro

Regina mora em seu trabalho e não tem condições de ficar com os filhotes

A moradora de Assis, Regina dos Santos Rodrigues, está doando para posse responsável quatro filhotes de cachorro.

Regina explica que mora em seu trabalho, e já possui três cachorros por isso não poderá ficar com os filhotes.

Os filhotes são dois machos e duas fêmeas, com cerca de 30 dias, eles são de porte grande.

Quem puder adotar um dos filhotes deve entrar em contato com Regina pelo telefone: (18) 99786-2033.

divulgação


divulgação


divulgação


divulgação


Passarinhando: Garça vaqueira na Água do Matão

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity lança o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Garça vaqueira. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

Juliana Romagnoli - Garça vaqueira fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Matão em Assis
Garça vaqueira fotografada pela bióloga Juliana Romagnoli na Água do Matão em Assis


-Nome Popular: Garça vaqueira

-Nome Científico: Bubulcus ibis

-Local: Zona Rural ( Água do Matão)

-Experiência: Particularmente adoro essa espécie, tão pequena e com seu andar tranquilo no meio dos animais. Nessa foto ela estava observando o território para logo se alimentar.

-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Procura alimentos em espaços secos, frequentemente são encontradas entre campos de cultivo ou avistada entre o gado que pasta, por isto, o nome garça vaqueira.

-Alimentação: É uma garça insetívora, alimentando principalmente das moscas presentes no dorso dos animais pastadores.

-Curiosidade: Está espécie foi registrada pela primeira vez no Brasil em 1965 na Ilha de Marajó. E hoje ocorre em todo o Brasil.


Fonte: -RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015.
-Wikiaves.

Passarinhando: Falcão de coleira no Ecolago

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity dá continuidade ao blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Falcão de coleira. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Falcão de coleira

-Nome Científico:Falco femoralis

-Local : Ecolago (antigo Horto florestal)

-Experiência: Foi o primeiro registro que eu fiz dessa espécie. O juiz da partida, só observando em cima da trave de futebol.

Juliana Romagnoli - Falcão de coleira fotografado no Ecolago
Falcão de coleira fotografado no Ecolago


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Neste caso a fêmea é maior do que o macho, ambos são semelhantes. Espécie campestre, vivem em campos, áreas urbanas e cerrados.

-Alimentação: Alimentar-se de cupins, insetos, lagartixas, morcegos, pássaros e até cobras peçonhentas.

-Curiosidade: está espécie não constroem ninhos, pois ocupam os já feitos por outras aves.

Fonte: RIDGELY.R.S. et al. Aves do Brasil: Mata Atlântica do Sudeste .São Paulo: Ed. Horizonte, 2015
Wikiaves. Falcão-de-coleira. Disponível em

Passarinhando: Pato do Mato no Ecoparque

Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e região

O AssisCity segue atualizando o blog Passarinhando. Aqui você vai poder saber mais sobre os pássaros e aves que embelezam os céus de Assis e também da região.

Desta vez, a bióloga Juliana Romagnoli, responsável pelo perfil do Instagram Bird.Bio, nos apresenta o Pato do Mato. Confira algumas curiosidades sobre a espécie:

-Nome Popular: Pato do Mato

-Nome Científico: Cairina moschata

-Local: Ecoparque (antigo Centro Social Urbano)

-Experiência: Eu digo que estas aves são o cartão postal do Ecoparque. Logo ao entrar você será surpreendido com tanta beleza que vive ali.

Divulgação - Patos do Mato registrados no Ecoparque em Assis
Patos do Mato registrados no Ecoparque em Assis


-Estado de Conservação: Pouco preocupante.

-Característica: Seus voos são vespertinos ou matinais, entre os locais de alimentação ou de pousos. Possui a característica marcante de que o macho é quase o dobro do tamanho dos jovens e fêmeas.

-Alimentação: Sua dieta é composta por sementes, plantas aquáticas, raízes e pequenos invertebrados.

-Curiosidade: Esta espécie possui unhas afiadas, usadas como arma nas disputas territoriais ou por fêmea; as unhas também ajudam para as aves a empoleirarem-se em seu ponto de pouso.

Fonte: Wikiaves.

ONG Coisa de Bicho busca lar temporário para filhotes de cães abandonadas em Assis

As cachorrinhas tem vacinação e castração garantidas

A ONG Coisa de Bicho está procurando um lar temporário para duas cachorrinhas que foram abandonadas em Assis.

O lar temporário será necessário até que elas arrumem tutores com quem deverão permanecer.

As cachorrinhas já tem castração e vacinação garantidas.

Quem puder ajudar, pode entrar em contato pelos telefones (18) 99705-5847 ou (18) 99819-2593, por ligação ou whatsapp.

divulgação - As cachorrinhas foram abandonadas
As cachorrinhas foram abandonadas