19 de Fevereiro de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Inundações Urbanas: uma tragédia muitas vezes evitável

COLUNISTA - Professor Thiago Hernandes

Desde os primeiros dias de 2020, mas mais precisamente nas últimas semanas, diariamente estamos sendo informações sobre a ocorrência de inundações em diversas cidades brasileiras e suas respectivas consequências materiais e humanas.

Mas antes de aprofundarmos mais sobre esta questão, faz-se necessários esclarecer alguns conceitos:

Enchente: condição em que o nível de um curso d’água ultrapassa seu patamar máximo, provocando assim transbordamento;

Transbordamento: condição em que o nível de água de um rio ultrapassa seu limite máximo, e desta forma, extravasa seu leito;

Inundação: condição em que uma determinada área é coberta temporariamente por água pluvial e fluvial;

Índice pluviométrico: termo empregado para fazer referência ao volume de chuva ao longo de um determinado período.

Feitas estas considerações iniciais, vamos agora a essência deste texto, que é debater exatamente sobre os verdadeiros motivos que levam a ocorrência de inundações e transbordamentos em cidades brasileiras.

A ocorrência de eventos desta natureza pode ser compreendida a partir da sinergia de diversos fatores, aos quais citam-se:

- Ausência ou ocorrência insuficientes de áreas verdes/permeáveis nas cidades;
- Processos de expansão urbana sem os devidos cuidados técnicos;
- Ocupações irregulares, sobretudo em áreas de encostas e fundos de vale;
- Coleta inadequada de rejeitos (lixo);
- Comportamento inapropriado de cidadãos que destinam seus rejeitos em locais e momentos inoportunos;
- Fiscalização insuficiente para prevenir e punir atos ilícitos quanto a ocupação espacial e destinação de rejeitos;
- Canalizações de rios de forma inadequadas;
- Galerias de águas pluviais subdimensionadas;

De posse destes elementos, vale ressaltar que em algumas ocasiões, chuvas demasiadamente volumosas em um curto período também podem contribuir para a ocorrência de inundações, mas ressalto aqui que na maioria das vezes, os efeitos/estragos provocados pelas intensas chuvas de verão são fortemente potencializados por ações inadequadas do próprio homem.

Assim sendo, e sabendo sobre as causas evitáveis, cabe-nos afirmar que o enfrentamento de problemas desta ordem que TODOS os anos vitimizam pessoas em todo país depende de uma sinergia de ações, compreendendo essencialmente os dois personagens envolvimentos mais importantes: o poder público e o cidadão.

Ao primeiro compete o cumprimento de suas atribuições preventivas e punitivas ante as inconformidades, já ao segundo, o papel de se apresentar de forma ativa junto à sociedade e aos espaços em que se insere para que haja sempre de forma compatível as leis e as demandas da vida em sociedade.

Divulgação
Prof. Me. Thiago Hernandes
graduado e mestre em geografia, professor de ensino médio e ensino superior. Dono do canal no youtube, GEOEXPLICA
+ VEJA TAMBÉM