08 de Agosto de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

A solidariedade é a principal arma contra a pandemia

COLUNISTA - Arildo Almeida

Se tem uma coisa que o covid-19 nos mostrou é que o brasileiro, apesar dos pesares, sabe enxergar e se movimentar para ajudar o próximo.

Desde que o coronavírus chegou em terras brasileiras, ele promoveu conversas, debates, discussões e muita solidariedade. Quando os governos determinaram isolamento social, o medo tomou conta de muita gente. E com razão, porque aprendemos muito com essa doença, mas ainda sabemos muito pouco dela. E por não sabermos o que essa doença realmente pode fazer, se ela pode ser ainda pior do que é, ou quanto tempo ela vai fazer com que nossas vidas e rotinas sejam afetadas é que se formou uma rede de solidariedade para tentar combater os efeitos da pandemia. Lógico que os oportunistas apareceram e muita gente tentou tirar vantagem do momento. Mas o lado bom é muito maior que o mau. A maior parte das pessoas pensou em alternativas para ajudar os que foram mais afetados. Os atos são individuais, em grupos ou em parcerias com entidades e órgãos, mas todas elas mostram que conseguimos nos identificar com as aflições do outro.

As ações variam entre doação material e de tempo. Tem gente que se propôs a fazer o mercado ou ir até a farmácia para quem é dos grupos de risco; outros doaram máscaras, kits de higiene, alimentos, roupas e equipamentos de trabalho para profissionais de saúde. O Fundo Social de Solidariedade de Assis acionou seus parceiros e tem feito a tradicional Campanha do Agasalho, mas desta vez, por meio de drive thru. A FEMA também participa de diferentes campanhas durante todo o ano (Agasalho, Páscoa, Dia das Crianças, entre outras) e realiza, em diversos bairros da cidade, o FEMA Cidadania - ação em que alunos, professores e colaboradores levam serviços gratuitos para a comunidade. Em ano de pandemia, o projeto se reinventou: tem realizado lives com professores que passam seus conhecimentos práticos para toda a sociedade e, no próximo sábado (20), em parceria com o Fundo Social, realizará o Drive Thru FEMA Cidadania. Das 9h até às 15 horas, na entrada da avenida Getúlio Vargas, a comunidade FEMA, que desta vez não pode ter contato direto com os assisenses, estará no Drive Thru FEMA Cidadania arrecadando agasalhos, alimentos não perecíveis, cobertores, produtos de higiene pessoal e de limpeza, com a certeza de que o evento será um sucesso, como todas as vezes em que o FEMA Cidadania esteve nos bairros.

A maior lição que levaremos dessa pandemia é que momentos de grande estresse coletivo desencadeiam experiências altruístas e amorosas; e que a solidariedade é a principal arma contra a pandemia.


Bom dia, Assis!!!

*Colaborou Andreia Alevato

Divulgação
Arildo Almeida
Arildo Almeida é arquiteto formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e o atual presidente da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA).
+ VEJA TAMBÉM