27 de Janeiro de 2021
20º/30º
Entretenimento - Comportamento

Especialista dá dicas para começar práticas esportivas no início do ano

Novos atletas devem escolher esportes que gostem, para diminuir possibilidade de desistência, e podem iniciar atividades com exercícios simples em casa

Com a chegada de 2021, muitos resolveram iniciar uma mudança de hábitos para começar o novo ano com uma nova atitude. Exercícios físicos têm lugar de destaque na lista de resoluções para o ciclo: seja para alcançar uma vida mais saudável ou para equilibrar o peso que foi ganho nas ceias natalinas. Mas manter o hábito não é tarefa fácil e, com o passar das semanas, muitos podem desanimar e desistir.

Para ajudar os novos atletas, Maria Lúcia Sebastião, professora de Educação Física da Estácio, oferece dicas que podem facilitar o período de adaptação. "A principal dica é começar a praticar algum esporte que a pessoa gosta, seja em espaços públicos, como escolas, parques, praças, ou ambientes privados, como escolinhas de esporte ou ginásios”, explica Maria Lúcia.

"O esporte é um grande potencializador de socialização, então, ao escolher um que dê prazer de praticar e proporcione novas amizades, aumenta a vontade de não desistir, além dos benefícios de reduzir o estresse, melhorar a concentração e aumentar o condicionamento físico”, afirma a especialista.

Para seguir as recomendações de manter o distanciamento social por conta da pandemia, a professora de Educação Física sugere atividades aeróbicas e musculares que podem ser feitas em casa. "A pessoa pode colocar uma música e caminhar rapidamente pela casa, ou subir e descer escadas de 10 a 15 minutos, duas ou três vezes por dia; pode pular corda se as articulações estiverem saudáveis e se possuir esteiras, elípticos ou bicicleta em casa, pode usar, são excelentes exercícios cardíacos”, exemplifica.

Para exercícios musculares, Maria Lúcia recomenda a prática de yoga, agachamentos, movimentos de sentar e levar de uma cadeira ou flexões feitas contra a parede ou no chão. "Exercícios de yoga e respiração profunda podem ajudar a reduzir a ansiedade, e é importante que a atividade seja acompanhada por um profissional de Educação Física, que pode ser online, para orientar a prática com segurança”, alerta.
Divulgação
+ VEJA TAMBEM