13 de Julho de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Cursos de Informática da FEMA aderem às atividades acompanhadas

As atividades fazem parte do cumprimento do planejamento acadêmico proposto para 2020, interrompido presencialmente durante o período de cuidado para prevenção da Covid-19

Os cursos de Informática da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) tem se adaptado a nova forma de seguir com o planejamento acadêmico do ano de 2020. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a instituição está com as aulas presenciais suspensas desde o dia 23 de março. Desde então, os 11 cursos de graduação vêm se ajustando para que as rotinas curriculares não sofram grandes impactos de aprendizagem durante esse período de crise na saúde pública mundial.

De acordo com a coordenadora dos cursos de Análise de Sistemas e Ciência da Computação, Diomara Martins Reigato Barros, as atividades acompanhadas de Informática trouxeram uma nova didática de integração de tecnologias à educação. "Desde que essa nova realidade se instalou, temos trabalhado incansavelmente para integrar novas tecnologias à educação sem perder de vista a nossa missão enquanto instituição de ensino que preza pela qualidade e respeito aos docentes e estudantes", fala Diomara.

No momento em que as aulas presenciais foram suspensas para a prevenção do novo coronavírus, professores e coordenadores propuseram mudanças no atual paradigma educacional. Para Diomara, os professores, transmissores da informação, agora passam a ser mediadores e tutores do conhecimento. "Nos cursos de Informática, as atividades acompanhadas ultrapassam a transmissão do conhecimento. Os nossos professores, nessa nova realidade, estão atuando de forma colaborativa, assumindo papel de orientadores da aprendizagem dos estudantes”.

De acordo com a professora e coordenadora, as atividades estão sendo acompanhadas e desenvolvidas de diversas maneiras, seja pelo Moodle, onde o professor da disciplina anexa aulas gravadas, atividades e discussões semanais compatíveis com o tempo das aulas presenciais, ou até videoconferências nas plataformas Teams, Discord e Zoom, onde acontecem atividades programadas nos horários regulares da aula presencial. "Essas medidas não significam que estamos abolindo o acompanhamento individual do aluno, ao contrário, estamos incentivando um conjunto de processos de ensino e aprendizagem que podem ser realizados a distância de maneira personalizada”.

Para Diomara os alunos de Informática receberam bem a proposta das atividades acompanhadas. "A Experiência está sendo positiva, os alunos têm participado das aulas online e muitos que antes ficavam acanhados na sala de aula, hoje perguntam mais e são mais participativos, explica a coordenadora.”

divulgação


"Estamos atentos a este novo cenário que exige proatividade, criatividade e responsabilidade. Acredito que o conteúdo tem sido passado de forma ainda melhor do que pessoalmente, pois disponibilizamos videoaulas que permitem que o aluno assista várias vezes. Deixamos uma mensagem aos nossos alunos para que confiem e contem com o apoio do nosso grupo de professores, que estão preparados para realidade atual”, conclui Diomara.

As aulas presenciais, que foram suspensas no dia 17 de março e inicialmente foram fixadas em 30 dias, ainda podem ser prorrogadas por tempo indeterminado, assim como as atividades acompanhadas. A FEMA suspendeu as aulas presenciais em respeito às medidas de prevenção estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelas autoridades de saúde públicas do país, bem como pelas portarias normatizadas pelo MEC e pelo Conselho Estadual de Educação (CEE).

Assessoria FEMA
+ VEJA TAMBÉM