02 de Julho de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Homem é assassinado com 16 tiros em posto próximo à Maracaí; suspeito pelo crime é morto pela PM após perseguição

Equipes da PM e de Força Tática cercaram a região e o helicóptero Águia também foi acionado para apoio.

A equipe do Portal Assiscity apurou que a vítima do homicídio registrado na tarde de terça-feira, 15 de março, em um posto de combustível desativado, às margens da rodovia Raposo Tavares (SP-270) entre Paraguaçu Paulista e Maracaí foi identificado como Reginaldo Cardoso da Silva, de 42 anos.

Ele estava preso na penitenciária de Presidente Bernardes e voltava para casa com sua esposa e dois filhos, após ser beneficiado com saída temporária.

A família seguia pela rodovia Raposo Tavares, com destino à Jacareí/SP, quando Reginaldo notou que um carro vermelho os seguia. Era o GM/Agile, de cor vermelha, ocupado por quatro homens.

A família foi obrigada a parar no pátio do posto conhecido como "São Mateus", onde dois dos que estavam no veículo vermelho abordaram Reginaldo. A vítima segurava um de seus filhos no colo e um dos suspeitos pediu que entregasse a criança à esposa.

Divulgação - Helicóptero Águia também foi usado para apoio na região
Helicóptero Águia também foi usado para apoio na região


Em seguida, perante a família, os homens atiraram contra Reginaldo e o acertaram com 16 tiros à queima-roupa. Informações preliminares apontam que a vítima morreu no local.

Os suspeitos entraram no carro e fugiram pela rodovia Raposo Tavares sentido à Maracaí/SP. No trevo daquela cidade, trocaram tiros com uma equipe da Polícia Militar, que iniciou perseguição.

O veículo utilizado foi abandonado pelo bando próximo a um matagal. Equipes da PM e de Força Tática cercaram a região e o helicóptero Águia também foi acionado para apoio.

Um dos homens foi localizado, mas reagiu à prisão e foi morto pela polícia. Os demais conseguiram fugir.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM