05 de Julho de 2022
20º/30º
Notícias - Mundo

Nobel da Química afirma que novo coronavírus não será tão fatal como se prevê

Michael Levitt diz que a crise não será tão longa nem tão devastadora como se tem dito: "Precisamos de controlar o pânico"

Michael Levitt é biofísico da Universidade de Stanford, nos EUA, e recebeu o prémio Nobel da Química em 2013.

De acordo com o cientista, o surto de Covid-19 não terá efeitos tão devastadores na sociedade como aqueles que têm sido mencionados, e é, por isso, necessário "controlar o pânico". "Nós vamos ficar bem", afirma ao "The Times".

Em janeiro, o biofísico calculou que a China controlaria o surto em fevereiro e que em março estaria já a recuperar a sua economia.

Esta semana, a economia chinesa já está a operar a 75 por cento da sua capacidade, de acordo com dados da empresa de créditos e seguros Euler Hermes, que aponta ainda para um retorno total até final de abril.

Levitt prevê que, assim como a China, os EUA e o resto do mundo ocidental vão sair rapidamente desta crise, ao contrário do que vários investigadores têm afirmado.

O cientista afirma com certeza que o cenário que muitos dos seus colegas falam, de vários anos de disrupção social e milhões de mortes, não irá acontecer, sobretudo nas zonas onde têm sido cumpridas as regras de isolamento social.

Michael Levitt analisa a quantidade de números de infetados que são identificados todos os dias e o valor percentual do crescimento comparativamente ao dia anterior. Foi assim que analisou a evolução dos casos na China e previu o pico máximo do surto nesse país, e que estimou ainda que este iria terminar com cerca de 80 mil infetados e 3250 mortes — esta segunda-feira, 23 de março, havia 81 mil casos e 3270 mortos.

De acordo com o cientista, vários países mostram "sinais claros de melhoria", tal como aconteceu com a China.

Para Levitt é importante fazer o maior número de testes para se poderem realizar estes cálculos, bem como ser essencial o isolamento social enquanto se espera uma vacina ou cura para o novo coronavírus. "Não é altura para irmos para os copos com os amigos."
Fonte: NIT
+ VEJA TAMBEM

Olhe para o céu! Vênus e Júpiter estarão em conjunção neste final de semana

Fenômeno poderá ser visto em todo o Brasil, de acordo com o Observatório Nacional.

Rincón, ex-jogador de futebol, morre aos 55 anos na Colômbia

Ídolo no Brasil e em seu país natal não resistiu aos ferimentos após ter o carro atingido por um ônibus na Colômbia, na última segunda-feira (11); jogador teve traumatismo craniano e passou por um delicada cirurgia, mas não sobreviveu.

Adolescente morre após ficar preso em 2 metros de tentáculos de água-viva

A fatalidade ocorreu na praia de Eimeo, em Queensland, na Austrália. Kirby Dash comemorava o aniversário da mãe no local

Rússia ataca a Ucrânia com bombardeios em várias cidades, inclusive em Kiev

O gabinete presidencial da Ucrânia informou que mais de 40 militares do país morreram durante os ataques realizados pelas forças da Rússia contra bases aéreas e unidades militares no território ucraniano

8 crianças morrem em ataque de Israel a Gaza; prédio de TV colapsa

Dez pessoas de uma família palestina, incluindo oito crianças, foram mortas neste sábado por mísseis israelenses, que atingiram ainda um prédio que abriga a agência de notícias Associated Press e a emissora Al Jazeera.

Morre o Príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth, aos 99 anos

Palácio de Buckingham anunciou que o marido de Elizabeth II morreu nesta sexta-feira. A causa ainda não foi revelada. Em fevereiro, ele passou por uma cirurgia do coração.

- Veja a lista completa