30 de Novembro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Denominação de sala da Casa de Taipa de 'Monsenhor Floriano' será votada nessa segunda-feira

No mesmo projeto há proposta de denominação de outra sala de Dona Lina Giorgi Leuzzi

Salas da Casa de Taipa, a mais antiga da cidade, que pertenceu à família de Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez, e doada à municipalidade, tem indicação de ser denominada com o nome do doador, conforme projeto de lei apresentado pelo vereador Pastor Nivaldo dos Santos e consta da pauta das sessões dessa segunda-feira, 25.

A sala é destinada à exposição de fotos e objetos da família Garcez, do Museu Histórico de Assis Casa de Taipa.

Essa é uma grande homenagem ao Monsenhor Floriano, o primeiro padre assisense, responsável por inúmeras obras na cidade, tais como Catedral de Assis, Casa da Menina, Seminário Diocesano São José, o Asilo São Vicente de Paulo, o Centro de Pastoral da Catedral de Assis e, por muitíssimos anos, esteve à frente da provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Assis.

Segundo o autor do projeto, a sala a ser denominada de Monsenhor Floriano expõe fotos e objetos da família Garcez, nascido no dia 10 de fevereiro de 1926, filho do engenheiro Pedro de Freitas Garcez e da professora Judith de Oliveira Garcez, e morreu em 7 de março de 2020.

"Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez contribuiu com o desenvolvimento do Município de Assis, recebeu várias homenagens, entre elas a medalha e um diploma por seus trabalhos sociais, assistenciais, filantrópicos e beneméritos em prol da comunidade assisense. Pessoa muito querida prestou relevantes trabalhos á frente da comunidade de Assis e região. Com dotes espirituais e filantrópicos, sempre se destacou na área de promoção humana local, sendo ele responsável por muitas conquistas da Diocese de Assis. Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez, ilustre filho dessa terra, foi um verdadeiro ícone assisense", diz o vereador na justificativa do projeto.

"Monsenhor deixou um legado de trabalhos sociais prestados à comunidade, fé, humildade e amor ao próximo", finaliza o vereador.

No mesmo projeto também há a proposta de denominar uma outra sala da Casa de Taipa de Dona Lina Giorgi Leuzzi, filha de José Giorgi e Élide Contrucci Giorgi, que se destacou pelos relevantes serviços nas áreas da cultura e assistência social, grande parceira do Monsenhor Floriano de Oliveira Garcez, sempre disposta a ajudar na área cultural assisense e nas causas da Diocese. Em Assis, contribuiu com a área da cultura quando fez a doação de terreno para serem mantidas e conservadas as várias jabuticabeiras ali existentes. No local, ofereceu à cidade recursos financeiros para a construção do "Anexo José Giorgi", com a doação de móveis e utensílios, pertencentes ao seu pai José Giorgi.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM