09 de Abril de 2020
17º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Pescadores denunciam morte de milhares de peixes no Rio Paranapanema em Cândido Mota

De acordo com o vice-presidente da Colônia de Pescadores do Vale do Paranapanema Z33, toneladas de peixes foram encontradas em um percurso de 5 quilômetros pelo rio

Nesta quinta-feira, 16 de janeiro, pescadores profissionais denunciaram a morte de milhares de peixes no Rio Paranapanema, em Cândido Mota.

O caso ocorreu no patrimônio de São Benedito, que pertence ao município e onde também fica instalada a usina hidrelétrica Canoa I.

De acordo com o vice-presidente da Colônia de Pescadores do Vale do Paranapanema Z33, Antônio José, toneladas de peixes foram encontradas em um percurso de 5 quilômetros pelo rio.

"Nós descemos o rio e vimos os peixes mortos de várias espécies, como cascudo, piau e principalmente manjuba. São toneladas de animais mortos e até o momento não sabemos precisar a quantidade. Estamos na época da piracema e por isso não estamos pescando, mas fazemos essa fiscalização e ontem nos deparamos com essa triste cena", afirma.

Divulgação - Peixes mortos no Rio Paranapanema, em Cândido Mota
Peixes mortos no Rio Paranapanema, em Cândido Mota


O caso foi descoberto logo no início da manhã e, segundo Antônio, a entidade já acionou diversos órgãos. Porém, até o momento não há um parecer sobre o que pode ter causado esse impacto ambiental.

"Até o momento nós não sabemos o que pode ter causado essa grande mortandade de peixes. Pode ser que seja algum procedimento de limpeza da turbina da usina que possa estar associado, mas será necessário aguardar os laudos dos órgãos responsáveis. Já acionamos a Cetesb, que foi até o local e verificou a morte dos peixes e informou que irá tomar providências. Também acionamos o promotor público federal, o IBAMA, a Polícia Ambiental e estamos aguardando alguma ação", salienta.

Divulgação - Segundo Colônia, pescadores devem ter bastante prejuízo após o final da piracema
Segundo Colônia, pescadores devem ter bastante prejuízo após o final da piracema


A Colônia de Pescadores do Vale do Paranapanema tem um trabalho que depende dos peixes no rio. De acordo com o vice-presidente, os pescadores devem ter bastante prejuízo após o final da piracema.

"Nós reunimos pescadores profissionais de toda a região, que são cadastrados com carteira. É um trabalho que sobrevive em função dos peixes. Nós estamos parados durante a piracema, mas os peixes que morreram nos ajudariam muito no sustento. Acredito que iremos passar dificuldades por conta desse ocorrido, além do problema ambiental que isso pode gerar", frisa.

A reportagem do AssisCity solicitou informações para a assessoria de imprensa da Cetesb, mas até o momento não obteve retorno. A equipe também tentou contato com a usina Canoa I e deixa o espaço aberto para esclarecimentos sobre o caso.

Divulgação - Causa das mortes dos animais será investigada pelos órgãos competentes
Causa das mortes dos animais será investigada pelos órgãos competentes


AssisCity
+ VEJA TAMBÉM